domingo, 3 de dezembro de 2023

Caoa Chery encerra produção em Jacareí e vai demitir 600 funcionários

Fábrica foi construída pelos chineses e inaugurada em 2014. Atualmente produz o Tiggo 3 e os sedãs Arrizo.

Uma reunião entre executivos da Caoa Chery e o Sindicato dos Metalúrgicos revelou uma mudança de direção da montadora: vai encerrar a produção nacional de 3 modelos, vai suspender por tempo ainda indeterminado a produção de uma fábrica, vai produzir carros elétricos e vai colocar 600 funcionários na rua.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Segundo informações do Sindicato, a Caoa Chery pretende adaptar a fábrica de Jacareí para a produção de veículos elétricos, mas não há qualquer informação sobre quando a empresa pretende fazer essa mudança e quanto pretende investir. Cerca de 600 funcionários serão demitidos, segundo informações do mesmo Sindicato.

A fábrica de Jacareí foi instalada em 2014 para a produção nacional do Chery QQ e posteriormente fabricou o Celer. Quando a Caoa entrou no negócio a unidade passou a produzir o Tiggo 2 e posteriormente o sedã Arrizo. De um ano para cá a empresa encerrou o Tiggo 2 e substituiu pelo Tiggo 3 e seguiu produzindo o Arrizo 6 e o Arrizo 6 Pro.

A fábrica de Jacareí foi ponto importante para a chegada da chinesa Chery ao Brasil. Na época da instalação a empresa absorveu mão de obra formada por ex-funcionários da Chevrolet e da Volkswagen, que tem fábricas nas cidades vizinhas de São José dos Campos e Taubaté, respectivamente.

Com o fechamento da fábrica, o Tiggo 3 deve sair de linha e os sedãs Arrizo 6 continuarão nas lojas, mas importados da China. Além da fábrica de Jacareí a Chery também tem unidade em Anápolis, em Goiás, onde segue produzindo os outros veículos da linha: Tiggo 5, Tiggo 7 e Tiggo 8.

Notícias relacionadas

- PUBLICIDADE -

nossos destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -spot_img
0
Gostamos muito de opiniões, que tal comentar?x