domingo, 21 de abril de 2024

Chamado de SUV, Renault Stepway se aproxima dos R$ 100 mil

Preço do hatch da Renault teve acréscimo no início de agosto. Na versão topo de linha o veículo chega aos R$ 98 mil.

A Renault reajustou os preços da linha Sandero no início de agosto e agora o modelo Stepway, que tem suspensão elevada e usa acessórios externos para se parecer com um SUV tem, de fato, preço de SUV. O veículo custa R$ 96 mil em sua versão mais cara e o preço chega a R$ 98 mil se for pedido na cor preta ou prata.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Com esse preço, o Renault Stepway se aproxima a preços do Hyundai Creta, por exemplo (R$ 99 mil), e custa o mesmo que a versão mais simples do Jeep Renegade. E isso que estamos falando de veículos zero quilômetro, se compararmos aos veículos com até dois anos de uso, o preço do Stepway supera boa parte dos SUVs de entrada.

O Sandero Stepway agora é chamado pela Renault de “Stepway” (Foto: Renault)

E quando dizemos que o Stepway se parece com um SUV não estamos exagerando. A Renault realmente considera o veículo um SUV, como pode ser visto na página da empresa na internet. “O Suv à altura da sua aventura”. Aliás, a Renault vem chamando o carro apenas de “Stepway”, indicando que a marca pretende dar outros rumos para o modelo “aventureiro”.

O Sandero Stepway é um carro melhor acertado do que o Sandero. A suspensão mais alta torna o carro mais agradável para dirigir mesmo nas cidades, principalmente em locais que tem rampas e valetas que fazem o veículo raspar na parte de baixo. O revestimento dos bancos também é melhor, mas nada extraordinário. O carro tem motor 1.6 e câmbio automático, além de central multimídia e quatro airbags.

Mercado bilionário

Os SUVs já respondem pela metade das vendas de carros no Brasil e como não há uma regra do que é ou não um SUV, as empresas podem mudar a nomenclatura e classificação dos veículos em propagandas, cabe ao consumidor avaliar, mas veja que o porta-malas do Sandero Stepway, por exemplo, é do mesmo tamanho do Jeep Renegade.

Os preços dos veículos no Brasil subiram mais de 20% este ano e as empresas fabricantes relacionam este aumento ao custo de produção, à crise gerada pela pandemia de Covid19 e a falta de produtos novos no mercado pela falta de produtos eletrônicos. Desde março o Turboway monitora os carros que antes habitavam a faixa entre R$ 60 mil e R$ 80 mil e hoje se aproximam dos R$ 100 mil. Chamamos isso de “os carros que já passaram dos R$ 100 mil e você nem percebeu“.

Notícias relacionadas

- PUBLICIDADE -

nossos destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -spot_img