sábado, 20 de julho de 2024

Chevrolet coloca S10 chinesa em sua linha mexicana

Aumento da concorrência forçou a marca norte-americana a buscar soluções mais baratas e rentáveis para o mercado mexicano.

A Chevrolet está adotando uma nova estratégia no México e desde o ano passado vem mudando sua linha no país. Nesta nova fase a montadora norte-americana acaba de lançar por lá a nova S10 Max, uma picape de baixo custo fabricada na China que está posicionada abaixo da atual S10, que por lá recebe o nome de “Colorado”.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A nova S10 lançada no México é importada da China e custa a partir de R$ 90 mil, na versão cabine simples. A picape na verdade é uma versão da chinesa Maxus, que tem uma parceria com a GM.

Já a Colorado é vendida no México por preços a partir de R$ 178 mil (na versão cabine dupla). Veja vídeo de lançamento abaixo:

A S10 chinesa tem motor 2.4 a gasolina, que rende até 141 cavalos. Tem também a opção 2.0 turbo, com 218 cavalos. As duas opções recebem um câmbio manual, mas a 2.0 turbo está disponível apenas na versão 4×4.

A picape tem acabamento mais simples, principalmente na caçamba que lembra muito outros carros chineses como a da picape de baixo custo da Great Wall chamada “Wingle”, vendida no Chile. O motor 2.0 turbo, no entanto, é uma criação da Opel, a antiga marca da GM na Europa, que hoje pertence à Stellantis. O motor foi uma das últimas criações da Opel antes da venda.

Chevrolet S10max
Interior da nova S10 max, importada da China para o México (foto de divulgação da Chevrolet)

Nova fase dos chineses

A chegada de um produto mais barato na linha da Chevrolet tem a intenção de concorrer com as outras picapes chinesas que estão chegando no país, como os produtos da JAC Motors.

A nova fase da Chevrolet para o México marca o aumento de produtos asiáticos na linha. Do Brasil só vão para lá agora o Onix e o Tracker. A própria Colorado é fabricada nos Estados Unidos, assim como Silverado e a nova Cheyenne, uma picape de porte ainda maior que a Silverado que não tivemos por aqui e que entra na disputa das picapes mais pesadas, como a RAM 2500.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A fábrica da Chevrolet no México constrói os modelos Equinox e Blazer. Uma outra parte do prédio está sendo adaptada para fornecer peças para seus novos produtos elétricos.

Outra mudança da linha foi a chegada do Groove, um SUV de porte pequeno posicionado abaixo do Tracker, que também é fabricado na China e já está presente em outros países latinos, como o Chile.

Chevrolet Groove vendido no México e na Argentina (foto: divulgação)

Outros veículos que deram adeus foram o Spark e o Beat, que vendiam bem em vários países da América Latina. Foram substituídos pelo Aveo, também fabricado na China. Também foi aposentado o Cruze, fabricado na Argentina, pra chegada do Cavalier, também chinês.

Brasileiros vs Chineses

Os carros brasileiros e argentinos vêm perdendo terreno no México. Além da Chevrolet, a Volkswagen também deixou de levar alguns modelos daqui para lá. O T-Cross é um exemplo. Desde o último mês é a versão indiana do carro que está chegando para os mexicanos.

Por outro lado, não há ainda indícios de que essas marcas pretendem tomar a mesma estratégia no Brasil. A Ford, no entanto, em sua mudança radical que extinguiu as fábricas no Brasil optou por importar o SUV Territory da China.

Notícias relacionadas

- PUBLICIDADE -

nossos destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -spot_img