domingo, 21 de abril de 2024

Como os celulares estão detectando acidentes de carro?

Aparelhos de celulares estão detectando acidentes e pedindo por socorro. Como eles fazem isso?

No anúncio de lançamento da nova linha de Iphones neste mês de setembro a Apple apresentou um recurso que detecta acidentes de carro e a partir daí o celular toma a decisão de acionar emergência. Mas como isso está sendo possível, a tecnologia é nova?

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Embora a novidade tenha sido anunciada com destaque no lançamento do Iphone, o recurso já está disponível em alguns celulares Android desde o ano passado (vídeo ao final do texto). Acontece que a estreia do recurso aconteceu em um celular do Google, o Pixel, que não é vendido oficialmente no Brasil.

E como funciona o recurso?

Segundo a Apple, o aparelho detecta uma colisão em que o dono do aparelho está envolvido e imediatamente informa ao usuário que seu sistema de acidente foi acionado e pede por uma ação. Caso o usuário não se manifeste em 10 segundos o sistema aciona números de emergência programados.

Para saber como isso é possível, consultamos os fóruns de desenvolvimento onde Apple e Google discutem suas inovações. Não é nada fora do comum.



Na linha de evolução dos celulares as marcas inseriram um sistema de “giroscópio”. Nada mais é do que um sensor que diz ao sistema do aparelho o posicionamento dele. O sensor faz a leitura e informa se o celular está deitado, virado, de cabeça pra baixo e isso já é uma rotina para os aparelhos atuais.

O que Apple e Google fizeram foi adicionar um novo sistema de sensores que detectam a força que está sendo aplicada no aparelho, como a força G. Esse sensor em parceria com o GPS e o microfone do aparelho levam o sistema entender que o aparelho estava em movimento e teve uma parada brusca com algum indício de colisão.

O microfone capta o som ambiente e envia para a central que interpreta se é um provável cenário de acidente. Segundo o jornal The Wall Street Journal, a Apple comparou 10 milhões de sons em celulares que acionaram o serviço 911 e relataram um acidente de trânsito.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Nos Estados Unidos as equipes de emergência estão sendo treinadas para este tipo de acionamento. Por aqui ainda não sabemos como as autoridades vão tratar o assunto.

A boa notícia é que esse sistema estará cada vez mais presente nos aparelhos. Um especialista em tecnologia compartilhou no Twitter que localizou informações no código de um celular de outra marca:

Veja a apresentação do recurso pelo Google no ano passado:

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários