terça-feira, 28 de maio de 2024

De volta para o passado: EUA permite que carros clássicos voltem a ser produzidos

Nova legislação permite que pequenos fabricantes possam manter a originalidade dos modelos. O famoso Delorean, do filme De Volta para o Futuro, já está na fila para voltar às ruas.
Ford Bronco clássico (Foto: Ford)

Imagine poder comprar um Fusca ou um Delorean zero quilômetro para chamar de seu. A fabricação de réplicas e reedições de carros clássicos promete ser um novo mercado a ser explorado nos próximos anos nos Estados Unidos (e quem sabe não seja imitado por aqui também?).

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Até então a fabricação de carros clássicos ou réplicas destes veículos é praticamente inviável em vários países por um motivo óbvio: as exigências das leis de trânsito ficaram mais rigorosas quanto aos equipamentos, segurança e o nível de emissão de poluentes.

Imagine que se a Volkswagen decidisse hoje resgatar o antigo Fusca por aqui, teria que adaptar ao projeto freios ABS, airbags frontais, cintos de três pontos para todos os ocupantes, além do motor que teria que se enquadrar nas especificações de emissão de poluentes. Ao final, o ‘novo velho Fusca’ teria que passar pelos testes de segurança. Conclusão: um projeto que sequer seria iniciado no papel.

O que muda nos EUA

A legislação americana agora atende às mudanças que já estavam aprovadas desde 2015 e libera a figura do “fabricante de baixo volume”. Este tipo de fabricante poderá produzir até 325 veículos por ano e que atendam demandas específicas, como colecionadores. Algumas outras normas precisam ser seguidas, como por exemplo o projeto ser de um veículo com pelo menos 25 anos. Também foram liberados os kits de produção caseira, onde quem compra pode montar o veículo com personalizações.



Os pequenos fabricantes estão liberados de atender os requisitos de segurança atuais, mas deverão submeter o projeto à uma agência americana para aprovação. Essa agência já decidiu que o veículo poderá ser menor ou maior que o veículo original em até 10%. Também ficou decidido que as réplicas não precisarão ser totalmente idênticas.

Cintos, vidros e iluminação precisarão obedecer as regras da época em que o carro foi fabricado. Os motores não precisarão obedecer totalmente às normais atuais, mas precisarão passar por aprovação prévia. Também é permitido que a fabricante use um motor diferente que o do carro original. Abaixo contamos os planos para o resgate do DMC Delorean, que agora deverá ter motor elétrico.

Outros obstáculos

Delorean deixou de ser produzido em 1982, na Irlanda (Foto: Get Image)

Parece ser bem interessante ter a opção de comprar um clássico zero quilômetro, não é? Mas a nova norma americana não vai facilitar a ponto de liberar tudo, o que nem seria permitido já que existem leis de proteção aos direitos autorais de desenho e marca dos veículos.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Significa dizer que se você quiser ter uma pequena montadora de carros que produza um Fusca, você terá que ter autorização da Volkswagen para isso. Sem autorização, há violação dos direitos da montadora.

No entanto já existe um candidato para voltar à linha de produção: uma empresa nos Estados Unidos diz ter os direitos para produzir novamente o Delorean, mas agora com motor elétrico.

O Delorean foi um projeto da DMC que não teve sucesso comercial. Os veículos foram produzidos entre 1981 e 1982 na Irlanda e a empresa não conseguiu recursos para seguir com a produçõ. O veículo só ganhou projeção no final dos anos 1980, quando a franquia de filmes “De volta para o futuro” utilizou o veículo como “máquina do tempo”.

Ainda não há previsão de quando o novo Delorean chegará ao mercado.

Publicada originalmente em

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários