sexta-feira, 17 de maio de 2024

Fiat tira o motor turbo e cria versão inédita do Pulse no México

Mesmo as versões topo de linha, com itens tecnológicos, estão equipadas com o motor 1.3 aspirado, do Argo.

A grande novidade que o Fiat Pulse trouxe ao mercado brasileiro no ano passado foi o motor 1.0 turbo da Fiat. É um motor forte, de bom desempenho e que é o grande responsável por diferenciar o Pulse de seu irmão de plataforma Fiat Argo.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Essa diferença não foi sentida pelos mexicanos, que estão conhecendo o Fiat Pulse agora. A Fiat lançou o carro no país com opção única de motor: o 1.3 aspirado que rende 107cv e equipa o Argo e o Cronos.

pulse mexico
Pulse Impetus lançado no México (foto: Fiat)

O Pulse mexicano é importado do Brasil e no mercado mexicano está sendo vendido em 4 versões: Drive, Drive Plus, Audace e Impetus.

A versão Drive é manual de 5 marchas, como a versão mais básica vendida no Brasil. Chega ao México por agto em torno de R$ 90 mil, mais barata que no Brasil, onde já custa R$ 98 mil. A versão Drive é a versão básica com câmbio automático.

Até aí são as versões que já existem no Brasil. A mudança vem agora: as versões Audace e Impetus, que no Brasil levam o motor 1.0 turbo, também recebem o motor 1.3 aspirado. É uma combinação inédita da Fiat, já que essas versões têm itens mais tecnológicos como o assistente de faixa e a frenagem autônoma.

pulse mexico
A única diferença visual do Pulse do México: o nome Impetus não acompanha a palavra “Turbo”

Resumindo, o Pulse Impetus vendido no México é uma versão que poderia fazer sucesso no Brasil. Porque ela combina a economia do motor 1.3 do Argo com a tecnologia que a Fiat trouxe da Toro.

Embora o motor 1.3 seja mais fraco que o 1.0 aspirado, ainda assim ele tem um desempenho bom e é o mais econômico nessa faixa entre os concorrentes. O preço desta versão diferente? Cerca de R$ 112 mil lá no México. A versão Impetus já custa R$ 130 mil por aqui.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Aqui no Turboway, poderão lhe interessar os textos:
sobre o nosso Fiat Pulse, que compramos em março de 2022.
quando apresentamos as versões do carro (com aqueles precinhos antigos!).

E o turbo?

A falta do motor turbo foi alvo de críticas de alguns sites automotivos mexicanos. Quando a Fiat divulgou que levaria o Pulse ao país, a imprensa mexicana cogitou que por lá a gama seria a mesma vendida no Brasil.

Agora estes mesmos sites questionam porque a Fiat não colocou pelo menos o motor 1.8 que equipa o Argo HGT vendido por lá. Uma combinação impossível, já que esse motor é um projeto antigo, “em aposentadoria”, e a montadora não tem planos de lançar o Pulse com esta configuração.

A escolha da Fiat em não levar o motor 1.0 turbo ao México tem relação com custos. A marca vende apenas três modelos de carro no país (Mobi, Argo e Pulse). As irmãs Strada, Toro e Fiorino são vendidas pela marca RAM. Caso incluísse o motor 1.0 turbo teria 4 motores no país: o 1.0 Fire do Mobi, o 1.3, o 1.8 do Argo e o 1.0 turbo do Pulse. Uma variante grande de motores para um volume pequeno de carros implica em mais custos, especialmente para as concessionárias.

Notícias relacionadas

- PUBLICIDADE -

nossos destaques

comentários

1 comentário

Subscribe
Notificação de
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -spot_img