sexta-feira, 12 de abril de 2024

Fiat Uno Turbo 1988 é leiloado por quase R$ 100 mil nos EUA

Modelo foi fabricado na Itália e pertencia a um motorista de Portugal, antes de desembarcar nos EUA.

Diferentemente do que acontece na Europa, os Estados Unidos nunca foram um lugar amigável para a Fiat. Tratada como marca de carros pequenos e frágeis, recebeu o infame trocadilho “Fix It Again, Tony”, ou “conserte de novo, Tony”, com as iniciais do acrônimo original Fabbrica Italiana Automobili Torino.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Fiat Uno Turbo 1988

O jogo não virou até hoje, apesar da qualidade evidente da marca italiana. Porém, no que depender de um morador do país, os olhos tortos vão se acostumar a ver um Fiat Uno Turbo 1988 circulando pelas avenidas largas e estradas longas americanas.

Ele acaba de adquirir um Fiat Uno Turbo i.e 1988 por US$ 16,8 mil, cerca de R$ 94 mil, em um tradicional site de leilões americano.

O comprador é uma espécie de amante de carros italianos que finalmente conseguiu o que queria. Foi a quinta tentativa de comprar um veículo italiano pela plataforma do leilão e o primeiro que deu certo. Antes do Uno turbo, ele tentou um Abarth 1000, dois Alfa Romeo Giulia e um Giulietta, todos de maio para cá.



Mas não foi fácil. Foram 29 lances e uma disputa dólar a dólar com outro apaixonado, que teve que tirar o time de campo. “Esperava ficar com este carro lindo, mas você venceu e eu quero e parabenizar. Se eu desse um dólar a mais, minha mulher me mataria”, justificou o quase vencedor.

Antes de desembarcar nos EUA, o modelo fabricado na Itália rodava em Portugal, até ser exportado para começar uma nova história.

Como é o Fiat Uno Turbo i.e. 1988

Se por aqui só tivemos um Uno Turbo em 1994 – aliás um belo carro que veio para brigar na onda do Gol GTI e do Escort XR3 – na terra natal dele, a Itália, o modelo chegou quase uma década antes, em 1985.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Era um carro muito potente, comparado pelas revistas especializadas aos poderosos V8 da época. O motor 1.3 turbo rendia 105 cavalos e 14,9 kgfm, bem menos do que os 1.0 turbo de hoje em dia, é verdade, mas para um veículo de 845 kg eram números divertidos.

O carro tinha um detalhe na calota: um pequeno escorpião da Abarth, marca esportiva do grupo Fiat.

Uma curiosidade: foi no Brasil que a Fiat ‘lançou’ o Uno Turbo italiano. É que a matriz aproveitou o GP Brasil de F1 de 1985, o primeiro da temporada, para espalhar publicidade no autódromo de Jacarepaguá e usar a transmissão internacional para bombar o modelo. Os primeiros Fiat Uno Turbo chegaram a circular pelas ruas do Rio de Janeiro, com placas italianas, antes de voltar para a Europa.

Publicada originalmente em

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Gostamos muito de opiniões, que tal comentar?x