quarta-feira, 24 de abril de 2024

Ford registra dispositivo que detecta uso do celular e motorista distraído

Sistema registrado pela Ford prevê pegar no pé de motoristas que costumam ficar em outro planeta enquanto dirigem.

A Ford obteve o registro nos Estados Unidos de um dispositivo que é descrito como um alerta de comportamento distraído do motorista. O sistema é uma espécie de dedo-duro para evitar acidentes com condutores distraídos, em alta nos Estados Unidos.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O pedido de patente foi apresentado pela Ford em 3 de dezembro de 2020 e concedido no último dia 9 de junho, segundo o site Ford Authority, especializado em assuntos da marca.

Figura utilizada pela Ford no sistema de patentes do governo americano (foto: reprodução/ Ford Authority)

O desenvolvimento do dispositivo foi baseado em estatísticas de acidentes em vias dos Estados Unidos que apontam aumento considerável de acidentes envolvendo a distração do condutor, sobretudo com o uso de celulares.

A patente descreve o sistema da seguinte maneira: uma câmera instalada no retrovisor fica apontada para o motorista (imagem acima). Esta câmera funciona como as câmeras que já ficam apontadas para a frente do carro em veículos mais novos e que detectam a permanência em faixa ou a aproximação de outro veículo.



A câmera apontada para o motorista analisa o comportamento de quem está ao volante com base em conceitos pré-estabelecidos. Por exemplo, a câmera pode detectar luz vindo de baixo pra cima na cara do motorista, o que indica uso do celular ao volante. Ou ainda, sinais de cansaço do condutor.

A partir da detecção de comportamentos de distração, o computador de bordo tomaria alguma decisão (diagrama abaixo). Como exemplos, poderia reduzir a velocidade automaticamente, assumir o volante ou acionar sinais sonoros para alertar o condutor.

Figura utilizada pela Ford no sistema de patentes do governo americano (foto: reprodução/ Ford Authority)

As informações deste texto foram extraídas da descrição que a Ford apresentou às autoridades estadunidenses. A Ford não fez um comunicado oficial sobre o sistema, nem informou onde e quando pretende utilizá-lo.

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários