sábado, 25 de maio de 2024

Funcionário de concessionária bate Ferrari F40 de R$ 15 milhões

Carro é conhecido por ser um selvagem sem ajudas eletrônicas e pode ter sido esse o problema.

Um rapaz de 24 anos deve estar sem dormir há pelo menos uma semana, de tanta preocupação. Ele foi o responsável pelo maior prejuízo causado por uma concessionária de veículos da Alemanha, na semana passada. Ele simplesmente bateu e destruiu uma lendária Ferrari F40 dentro de um túnel.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O funcionário da concessionária tinha apenas uma missão: conduzir a F40 para uma feira de automóveis. Porém, faltando 18 quilômetros para chegar, ele perdeu o controle no túnel e destruiu o modelo avaliado em U$3 milhões, mais de R$ 15 milhões.

A julgar pela imagem do pós acidente, vai ficar bem caro recuperar o modelo. Toda a frente foi destruída, incluindo peças do arrefecimento do carro. O motor, felizmente, ficou intacto, já que fica posicionado na traseira.

Fabricada de 1987 a 1992, a Ferrari F40 é considerada um dos maiores carros já fabricados pela humanidade. Se existisse um Monte Rushmore dos carros, ela certamente estaria ali.



Por que a Ferrari F40 é considerada tudo isso? Por ser um modelo selvagem, digamos assim. Ela até tem uma ótima configuração, como motor V8 2.9 biturbo de 471 cavalos, mas a grande diferença é que toda a potência é direcionada para as rodas traseiras. E mais ainda: não há nenhum tipo de ajuda de condução, nada de ajuda eletrônica. É tudo na mão!

Domar essa máquina é o que a faz ser tão especial, exigindo alguém à altura para conduzi-la. Foi exatamente o que faltou ao funcionário da concessionária: estar a altura de guiar uma Ferrari F40.

Publicada originalmente em

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários