sexta-feira, 12 de abril de 2024

Guerra na Ucrânia vai encarecer ainda mais os carros e a gasolina

O ataque russo contra a Ucrânia pode causar efeito colateral no mercado de carros no Brasil e encarecer ainda mais o produto que já vem escalando preços nos últimos dois anos.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A Rússia e a Ucrânia não são grandes fabricantes automobilísticas, porém são grandes fornecedoras de energia e matéria-prima para países da Europa, que é onde são produzidos alguns itens essenciais para a atual cadeia mundial.

Por exemplo, poderá haver prolongamento na escassez de semicondutores, que são componentes eletrônicos utilizados em carros modernos. Sem esses componentes as linhas de produção param e faltam carros no mercado: o preço sobe. Esse é um dos motivos que listamos no ano passado para o carro estar tão caro no Brasil atualmente.

Quanto mais itens tecnológicos tem no veículo, mais peças deste tipo ele utiliza. E esse tipo de peça começou a faltar após a primeira onda da Covid19 e neste momento o mercado ainda caminha para a normalização.

As maiores fábricas de semicondutores estão na Ásia. Porém uma das grandes fornecedoras para nosso mercado é a Bosch, que tem fábrica na Alemanha, país altamente dependente do gás natural russo.

Kiev, a capital da Ucrânia, também é um importante polo industrial de alta tecnologia e isso pode causar impacto direto em alguns produtos europeus.

Também pode faltar matéria-prima para a fabricação dos semicondutores. “Dependendo do tempo que essa crise permaneça, podemos ter dificuldades, porque há matérias-primas fundamentais usadas na produção dos semicondutores que têm origem justamente entre Rússia e Ucrânia”, disse Humberto Barbato, presidente da Associação da Indústria Elétrica e Eletrônica à Folha de São Paulo. O estoque atual deste tipo de produto está disponível para até seis meses.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

É possível fugir da crise?

Mesmo que os ataques russos sejam suspensos o estrago já está feito. Os países do ocidente já anunciaram sanções à Rússia, o que significa que a energia russa e a matéria-prima destes países passam a ser carta fora do baralho pelos próximos meses.

Isso é contornado quando estes fabricantes encontrarem alternativas aos russos. Isso coloca mais pressão nos asiáticos, que já estão pressionados pela alta demanda atual e por uma crise de energia, que é uma consequência de uma crise hídrica vivida pela China. O que nos traz de novo à sensação de que estamos em um labirinto com poucas possibilidades de saída.

Gasolina também vai subir

A guerra entre Rússia e Ucrânia está encarecendo o petróleo e isso terá efeito imediato no Brasil, que pratica preços influenciados pelo dólar (em alta novamente) e pelo valor internacional do barril do petróleo (disparado essa semana).

Rússia e Ucrânia não são produtores de veículos exportados para a América do Sul. As poucas fábricas de carros existentes nesses países visam atender o mercado interno e por isso não haverá influência direta no preço de algum carro importado ou marca específica.

Notícias relacionadas

- PUBLICIDADE -

nossos destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -spot_img
0
Gostamos muito de opiniões, que tal comentar?x