sexta-feira, 24 de maio de 2024

Moradores do Texas conquistam direito de terem kei cars na garagem

Lei de 1988 quis varrer modelos do país. Uma brecha foi aberta, depois fechada, mas o Texas vai levar a melhor

O Texas sempre foi um estado americano conservador. Mas ao se tratar de carro, nem sempre é assim. Tanto é que moradores do estado se uniram para lutar pelo direito de terem kei cars, os pequenos caminhões típicos do Japão. É que uma lei antiga os proíbe de circular no estado, mas uma mobilização está mudando isso.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A proibição de importação destes carros não é uma exclusividade do Texas. Diversos estados americanos apoiaram a ideia de impedir uma enxurrada de modelos baratos de entrarem e circularem pelo país. A principal preocupação era com a segurança. Frágeis, os modelos conseguiam ser baratos justamente porque eram barateados na linha de produção.

direito de terem kei cars
Kei cars japoneses são objetos de desejo para muitos americanos

Uma lei de 1988 se espalhou pelos EUA declarando um limite mínimo para que carros de fora do país pudessem ser importados. Embora não especificasse exatamente quais, a lei mirava principalmente os kei cars japoneses e alguns chineses, que décadas atrás eram porcarias sobre rodas.

A lei, de certa forma, ajudou a evitar uma piora na frota americana e na segurança viária. Mas ela tinha uma brecha. Assim que os veículos completassem 25 anos de existência, a barreira da lei era retirada, ou seja, a importação passava a ser válida. Os entusiastas destes veículos – pessoas que se interessavam pela história dos kei cars e não pelo preço baixo – encontraram o momento perfeito para adquirí-los e criarem uma coleção.



Lei americana, de 1988, atrapalhou os planos de quem queria ter um kei car

Só que no começo da pandemia veio a ducha de água fria. Em 2021, os estados decidiram apertar o cerco contra os modelos japoneses e voltaram atrás nas licenças já expedidas. Da noite para o dia, quem importou os carros legalmente passou a não poder mais tirá-los da garagem.

Algumas pessoas insatisfeitas procuraram a justiça e, em geral, conseguiram o direito de prosseguir guiando o carro. Novas compras, no entanto, estavam proibidas. E é aí que entram os texanos pra virar esse jogo.

O Texas Kei Trucks Advocats, um grupo de defesa dos modelos, percebeu que no estado a proibição era mais ou menos cumprida. Alguns condados não permitiam o registro de kei cars, mas outros, sim. Eles então tentaram igualar a lei.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Teve quem achou a medida um risco, pois ela iria alertar as autoridades de que alguns condados estavam permitindo a regularização e a lei seria igualada para pior. Mas a estratégia deu certo.

O Texas Kei Trucks Advocats se aproximou de legisladores e conseguiu convencer o governador do estado que nem todo kei car é ruim para o trânsito. Eles demonstraram, em uma pilha de documentos, que alguns modelos eram uma espécie de motor econômico sobretudo para as pequenas empresas texanas e que a indústria automotiva americana – Ford, GM, etc – não tinha interesse em atender a demanda local.

Kei cars japoneses são muito utilizados por food trucks no Texas

Legisladores do estado anunciaram que nos próximos dias será publicada a nova edição do Manual de Título de Veículos do Texas, que não deve mencionar que os veículos keis são proibidos de serem registrados ou de circularem no estado. Outros estados americanos estão de olho e já querem imitar o Texas.

Publicada originalmente em

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários