quinta-feira, 18 de julho de 2024

Os carros da Rainha Elizabeth II: monarca nunca teve habilitação

Ela teve um carro preferido: um Land Rover Defender 2002.

Quando Elizabeth Alexandra Mary nasceu, em 1926, o mercado automobilístico vivia um momento mágico. Na esteira do Ford T e sua revolucionária produção em série, a francesa Citroën vinha de um ano vitorioso, com 550 mil unidades produzidas. Dois anos antes, a Opel abrira sua linha, dando início à produção de veículos alemães. E a britânica Morris ocupava lugar de destaque, com quase metade da produção nacional.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
carros da Rainha Elizabeth

As décadas se passaram, novas empresas chegaram, antigas naufragaram – a Morris saiu de cena nos anos 70 mas permanece na Índia com o Hindustan Embassador, baseado no Oxford III, sucesso da Morris – novas empresas entraram em cena e algo em comum acompanhou a todas: a longeva Rainha Elizabeth II.

Quando ela foi coroada, em 1953, circulou de carruagem real, a mesma que desde o século 18 move os monarcas usando cavalos. De lá para cá ela trocou a tração animal por veículos a motor, nem sempre tão modernos, mas sempre britânicos. Confira abaixo alguns dos carros da Rainha Elizabeth II.

Austin K2/Y

carros da Rainha Elizabeth

Antes mesmo de virar chefe de estado, Elizabeth já tinha uma queda por jipes britânicos. Serviu no final da Segunda Guerra por três semanas como mecânica de caminhões. Aprendeu a dirigir os pesados modelos que levavam tropas e equipamentos para a guerra. Tirou uma foto icônica ao lado de um Austin K2/Y.




Land Rover Defender

Foi sempre comum ver a rainha perto de um Land Rover Defender. Foram muitos ao longo dos 70 anos de reinado. E ela teve um favorito. Foi um Defender 110 TD5 de 2002, recebido por ocasião do aniversário de 75 anos.

Elizabeth participou da inauguração de fábricas da Land Rover, como a unidade de motores, em 2014.


Outros modelos

A rainha teve também Bentleys, Bentaygas, Aston Martins, Vauxhalls, Rovers e também um icônico Rolls-Royce Phantom limousine. Curiosamente, por lei a rainha nunca precisou de licença para dirigir. Embora sempre tivesse alguém que guiasse por ela, afinal ela era uma rainha, muitas vezes ela mesma pegava o volante. Pouco antes de sua morte, já aos 96 anos de idade, ela foi fotografada dirigindo. Seu marido, o príncipe Philip, que morreu em 2021, também gostava de dirigir, sobretudo para convidados. Ele tinha uma lista pessoal de modelos de coleção.

Publicada originalmente em

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários