quinta-feira, 13 de junho de 2024

Os carros que apareceram nos seriados Chaves e Chapolin

Não são supermáquinas, mas alguns são lembrados com carinho pelos fãs de Chaves e companhia.

Normalmente, quando se fala em ‘carros de tal seriado’, a ideia que vem é de carrões, modelos raros, fora de série, caríssimos e etc. Em Chaves não tem nada disso. Mas, mesmo assim, eles valem o registro, seja pela curiosidade, pela nostalgia ou pela excentricidade de se colocar um carro dentro de um estúdio apertado.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Ford F-100

F-100 cheio de muambas na caçamba atola e deixa personagens em apuros – reprodução/Youtube

Para começar, um carro bem conhecido do público brasileiro. O Ford F-100 aparece em Chapolin, no episódio “Pelotão de Fuzilamento”, de 1976. Aliás, em boa parte do episódio ele é protagonista.

Ele atola a poucos metros de cruzar uma fronteira fictícia. Os personagens interpretados pelos atores de Seu Madruga, Quico e Dona Florinda ficam presos na Alemanha nazista e, se não saírem do país até as 18h, serão fuzilados, sem pena.

No fim do episódio, Chapolin Colorado salva o dia mudando a placa da fronteira de lugar.




Volkswagen Safari

O VW Safari aparece no início do episódio, quando Senhor Barriga e Chaves chegam ao hotel em Acapulco – reprodução/Youtube

Agora um modelo que fez sucesso no México mas não no Brasil, onde nunca foi comercializado. O Volkswagen Safari – Trekker no Reino Unido, Thing nos EUA ou simplesmente Typ 181 na Alemanha – era um veículo militar pequeno, feito pela Volkswagen de 1969 a 1983. Usava a mesma plataforma do Fusca. Conversível, certamente chamava a atenção por onde passava.

Apareceu no episódio “Os Farofeiros”, de 1977. Foi guiado pelo Senhor Barriga durante sua chegada a Acapulco, com um deslumbrado Chaves ao seu lado.


Lagonda 3L

Um clássico nas mãos erradas – reprodução/Youtube

Este não é nem um episódio de Chaves nem de Chapolin. É uma esquete de o Gordo e Magro feita dentro do programa Chespirito. Aliás, os personagens são muito bem interpretados pelo genial Roberto Bolaños (Magro) e por Edgar Vivar (Gordo).

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O episódio é bem parecido com o da lavagem da Brasília (mais abaixo), mas com essa roupagem ainda mais retrô, feita na linguagem do cinema mudo, do início de carreira do Gordo e Magro original.

No episódio, gravado em 1980, a dupla lava um antiquíssimo (mesmo em 1980) Lagonda 3L, da forma mais engraçada possível e sem muito cuidado, diga-se. É uma ‘peça de museu’ sendo usada em favor da arte.

Foi regravado em outro episódio, de 1983.


Opel Olímpico

Primo mexicano do Opala, o Opel Olímpico aparece no episódio “Mão Negra” (1974), de Chapolin. Ele está estacionado na garagem da casa da personagem interpretada por Florinda Meza, quando chega um misterioso ladrão (Ramón Valdés). Sozinha e morrendo de medo, ela chama o Chapolin Colorado, que confunde o ladrão com o marido dela, entre outras confusões.

Uma cena curiosa é quando a personagem avisa que o carro não tem seguro, logo após o Chapolin dar um encontrão com o corpo no veículo.

Fabricado no México, o Opel Olímpico é primo do nosso Chevrolet Opala – reprodução/Youtube

Em tempo. O modelo original não se chama nem Opala nem Olímpico: na Alemanha ele é o Opel Rekford.


VW Brasília

Um dos clássicos episódios de Chaves e certamente o veículo mais lembrado pelos fãs. Muita gente sabe que alguns episódios do seriado foram regravados ao longo das décadas, mas poucos viram que o carro do Senhor Barriga apareceu em 3 temporadas diferentes. Os personagens foram sendo trocados, mas em todas as gravações ela estava lá, a Brasília cor caramelo, fabricada no Brasil.

Foram quatro momentos, dois em 1975, um em 1978 e o último em 1985, já na fase do programa Chespirito. Na temporada de 1975, um dos episódios mostra Chaves e Quico ‘lavando’ o carro do Senhor Barriga.

A sequência tem Seu Madruga virando mecânico, já que o carro do dono da vila parou de funcionar (ê, Brasília…). Para Quico, o carro está ‘desquebrado’. Chaves o corrige, dizendo estar ‘desquebraçado’, na verdade.

Ao final do episódio, quando perguntado pelo Senhor Barriga o que havia de errado com a nobre Brasília, Seu Madruga despista. “Segredo de mecânico”, diz, escondendo um carrinho de brinquedo atrás do corpo. São estes os episódios envolvendo a Brasília mais conhecidos no Brasil.

1975, 1978 e 1985: a Brasília cor caramelo fez sucesso no Chaves – reprodução/Youtube

Os outros dois são considerados raros por aqui e estão disponíveis no youtube apenas em áudio original. Em 1978, a cena da lavagem do carro foi totalmente regravada, com Seu Madruga ajudando atrapalhando o Chaves. O episódio, claro, é hilário, e os dois terminam mais sujando do que lavando a Brasília.

Em 1985, já como esquete dentro do programa Chespirito, é a vez de Chiquinha e Nhonho ajudarem o Chaves a resolver o problema mecânico da Brasília, que novamente deixou o Senhor Barriga na mão. Como em 1975, o episódio também acaba com um carrinho de brinquedo, mas é o Senhor Barriga quem descobre o problema.

Publicada originalmente em

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
4 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários