sexta-feira, 12 de abril de 2024

Stellantis amplia rede de carros por assinatura. Saiba como funciona esse serviço

Serviço permite escolher entre carros da Fiat e da Jeep e está disponível em 112 concessionárias das marcas.
Fiat Mobi
Fiat Mobi agora pode ser alugado por assinatura (Foto: Fiat)

A Stellantis, conglomerado automotivo que abrange os antigos grupos Fiat e Peugeot, anunciou nesta terça-feira (13) que ampliou o seu serviço de carro por assinatura, chamado de “Flua!”. Segundo a empresa, agora são 112 concessionárias Fiat e Jeep de todo o país participando da modalidade. Além da expansão, a Stellantis incluiu o Fiat Mobi no serviço.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Para contratar o serviço basta ir até uma concessionária credenciada ou fazer o pedido pelo site do Flua. Estão disponíveis os Fiats Mobi, Argo, Cronos, Strada, Toro, Fiorino e Ducato, e também os Jeeps Renegade e Compass.

O serviço de carro por assinatura é um plano de aluguel fidelizado que já é oferecido no Brasil por Volkswagen, Renault, Caoa Chery e Audi. Além das fabricantes também oferecem este serviço as empresas de locação como Localiza e Movida, e também seguradoras como a Porto Seguro.

Ter carro por assinatura vale a pena? Nós explicamos isso aqui e também trazemos algumas informações abaixo.

Ter carro sem pagar IPVA

Com a inclusão do Mobi, a Stellantis passa a ter um dos menores preços de aluguel do mercado. O Mobi sai por R$ 1.199,00 por mês em um plano de 24 meses. Como comentei acima, o serviço é fidelizado e tem limite de quilometragem, o que significa que ao assinar o contrato você se compromete a permanecer com o veículo – e pagando! – pelo número de meses que contratou.

O grande lance no aluguel de carros é que o veículo continua sendo de propriedade da empresa que alugou, o que significa que quem aluga não paga aluguel, seguro e as revisões na concessionária. Se o carro der algum problema mecânico, o problema também não é seu. Um Jeep Renegade por esse sistema sai R$ 2300 por mês em um plano de 24 meses.

É importante que o cliente tenha um bom planejamento financeiro para fazer um plano de assinatura de carros. Caso deixe de pagar o aluguel, a empresa pode exigir a devolução imediata do carro, além de aplicação de multa. Caso não aconteça a devolução, o cliente pode responder criminalmente por apropriação indébita.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Olho na quilometragem

Outra questão é que ao fazer uma locação há um limite de quilometragem por mês. O do Mobi, por exemplo, permite escolher até uma franquia de 500 quilômetros por mês. Como a locadora controla isso? Ela vai avaliar a quilometragem total na devolução. Ao final de 24 meses, quem contratou a franquia de 500 quilômetros tem que devolver o veículo com até 12 mil quilômetros rodados.

Se o preço do carro por assinatura é convidativo, com a vantagem de não ter as tradicionais despesas mensais. Também é verdade que ter um carro por assinatura parece ser um bom negócio para quem realmente usa o carro. Para quem ele é bom? Para quem usa o carro diariamente na cidade, idas ao trabalho, idas à faculdade, fazer compras, profissionais autônomos que visitam clientes. Para quem usa o carro em estrada, trabalha em cidade vizinha (ida e volta diária) ou até mesmo cidades distantes, sem viagens diárias.

Para quem o serviço não é bom? Motoristas de Uber, por exemplo, podem esquecer desta modalidade junto às fabricantes porque os limites de quilometragem são pequenos. No caso do plano do Mobi, de 500 quilômetros por mês, são apenas 17 quilômetros por dia.

Notícias relacionadas

- PUBLICIDADE -

nossos destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -spot_img
0
Gostamos muito de opiniões, que tal comentar?x