sexta-feira, 12 de abril de 2024

Dodge anuncia fim de seus modelos atuais e vai partir para os elétricos

A Dodge vai apresentar modelos elétricos novos e vai acabar com sua linha atual de veículos conhecidos pela performance.

A Dodge está caminhando para encerrar sua fama de fabricante de carros com motores “envenenados” puramente a gasolina. A notícia, curta e grossa, foi dada pela própria Dodge no lançamento do seu novo SUV elétrico, o Dodge Hornet: “O Dodge Charger e o Dodge Challenger, na forma atual, estão chegando ao fim”, palavras do CEO da empresa.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Dodge carros

A Dodge diz que a linha 2023 será a última a ter veículos a combustão e que esses veículos agora levarão uma plaquinha “last call” (última chamada, na tradução do inglês).

Os modelos atuais são fabricados em uma unidade da Stellantis em Ontario, no Canadá. Essa unidade terá sua produção paralisada no próximo ano e a fábrica será preparada em 2024 para fabricar apenas veículos elétricos.

É isso, a Dodge vai se dedicar aos elétricos e híbridos.



Dodge Hornet

Dodge Hornet foi lançado com motor híbrido (foto: Dodge/ divulgação)

O primeiro deles é o Hornet, um SUV híbrido que é uma versão do Alfa Romeo Tonale, que já é vendido na Europa. Por enquanto o Hornet será produzido na Itália e importado nos Estados Unidos.

O Dodge Hornet tem um motor elétrico de 123 cavalos que é combinado com um motor 1.3 turbo (como o motor do Jeep Renegade), totalizando 292 cavalos e câmbio automático. É bom, mas muito comportado perto dos carros que estão saindo de linha.

A era da mecânica convencional está chegando ao fim e a Dodge pretende lucrar com essa transição. A montadora anuncia que a linha 2023 será a última e com isso pretende que cada carro produzido seja “colecionável”.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Para esse último ano de Dodge ela prepara sete modelos especiais baseados nos carros atuais da marca, mas com características de ícones do passado.

Dodge Challenger ainda é vendido nos Estados Unidos (foto: Dodge/ divulgação)

A Dodge tem uma história muito relacionada aos seus poderosos “muscle cars”. O Dodge Challenger SRT Demon chegou a ter 840 cavalos, sendo um dos mais velozes da história automotiva. Atualmente a empresa vende o Challenger, o Charger e o SUV Durango na América do Norte.

Dodge no Brasil

A montadora foi adquirida em 2009 pela Fiat. Com ela a montadora italiana somou a Jeep e a Chrysler para ter uma fatia no mercado norte-americano, coisa que a Fiat nunca conseguiu com a marca Fiat.

Com a fusão com a Peugeot, em 2021, a Dodge passou a ser uma das marcas do grupo Stellantis. A empresa já atuou no Brasil entre 1970 e 1980.

Nos anos 90 trouxe as picapes Dodge Ram ao país, marca que depois foi separada e virou apenas “Ram”. Por fim, comercializou o Dodge Journey, que tinha um clone na Fiat chamado “Freemont”. Atualmente os veículos Dodge só chegam ao Brasil por importadoras.

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Gostamos muito de opiniões, que tal comentar?x