sexta-feira, 12 de abril de 2024

Volkswagen cria plano para baratear baterias

Ao mesmo tempo, montadora pretende expandir rede de postos de recarga, em uma clara ofensiva a favor dos modelos elétricos.

A Volkswagen anunciou na Europa uma estratégia que pode mexer com o mercado global dos veículos elétricos. O grupo alemão vai focar na massificação dos elétricos começando por baratear baterias, um dos componentes que mais compões o preço dos carros elétricos.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A montadora anunciou ser capaz de usar uma tecnologia que reduz o preço das baterias pela metade. Durante o anúncio ela também divulgou um plano de construir uma série de fábricas espalhadas pelo mundo e também a intenção de ampliar a rede de recarga – item fundamental para a massificação dos modelos elétricos.

É mais ou menos a estratégia de outras fabricantes, como a Stellantis, que quer focar todas suas forças em modelos elétricos, e também a GM, que anunciou um parque novo para produção de baterias.

baterias vw

Baterias

A VW não detalhou tanto o pulo do gato para poder baratear baterias. Informou genericamente que desenvolveu um componente que reduz o consumo e barateia o quilowatt-hora da bateria, por meio de células unificadas. Mas apenas isso não permitiria o ganho de 50%. É aí que entra a verticalização do produto. A própria montadora irá construir o componente, em vez de terceirizá-lo e irá produzir em grande escala, gerando a economia.



“Em média, vamos reduzir o custo de sistemas de bateria significativamente para menos de € 100 por quilowatt-hora. Isso finalmente tornará a eletromobilidade acessível e a principal tecnologia automotiva”, disse Thomas Schmall, membro do conselho do Grupo Volkswagen para tecnologia.

A nova bateria chegará ao mercado em 2023. A previsão da montadora é que até o fim da década 80% dos veículos produzidos por ela terão a tecnologia.

Mais fábricas

Para dar sentido à massificação, a montadora anunciou que irá construir seis fábricas de baterias. Duas vão ser instaladas na Suécia, nas cidades de Skellefteå e Salzgitter. As primeiras unidades produzidas devem sair em 2023. A montadora poderá fazer acordos e fornecer as baterias para montadoras rivais.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
baterias vw

Rede de recargas

Até 2025, o grupo Volkswagen pretende investir € 400 milhões para criar e operar 18 mil postos públicos de recarga de elétricos na Europa e outros 17 mil na China. Até o fim de 2021 ela deve entregar 3,5 mil pontos os Estados Unidos. E nada do Brasil, por enquanto.

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários