terça-feira, 28 de maio de 2024

VW Up elétrico chega à América do Sul mas não ao Brasil

Volkswagen preferiu testar modelo em terras reduzidas, para poder contar com rede completa de recargas.

Ele abandonou o Brasil há um ano e meio. O último Up deixou a linha de montagem em Taubaté/SP em abril de 2021, como a Volkswagen prometendo um retorno futuro como elétrico. Ele acaba de desembarcar na América do Sul, mas não no Brasil.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O destino não é nem mesmo a Argentina, onde a montadora também possui fábrica. É o Uruguai o primeiro país sul-americano a receber o primeiro 100% elétrico da montadora alemã. O país foi escolhido por suas dimensões reduzidas, o que facilita a implantação de uma rede de abastecimento de modelos elétricos.

“Após um ano de testes rigorosos, iniciamos as vendas do e-up! em um país que tem infraestrutura para garantir o sucesso de nossa estratégia”, afirmou Thomas Owsianski, vice-presidente de vendas e marketing da VW na América do Sul.

O Up elétrico do Uruguai é fabricado na Alemanha e tem autonomia de 260 km. Ele é movido por motor que desenvolve 83 cavalos de potência e 21,3 kgfm de torque. De acordo com a Volks, o e-up faz de 0 a 100 em 11,9 segundos e em 1.160 kg de peso.



O Brasil deve seguir no radar da montadora. No mais tardar, até o começo de 2023 ele deverá desembarcar no país. Até hoje o único eletrificado da Volkswagen no Brasil foi o Golf GTE, um híbrido plug-in que não vingou por causa dos altos preços. A julgar pelo valor praticado no Uruguai – cerca de R$ 200 mil, equivalente ao Taos topo de linha – o Up elétrico terá dificuldades no Brasil.

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários