sexta-feira, 12 de abril de 2024

Com dois meses de Brasil, Ford Territory fica até R$ 14 mil mais caro

Lançado no Brasil em agosto, o Ford Territory já sofreu o primeiro reajuste de preços. Agora, para ter a versão SEL, a mais em conta, será necessário desembolsar R$ 179.900, contra R$ 165.900 no lançamento, uma diferença de R$ 14 mil, ou 8,4%.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Já a versão topo de linha Titanium subiu de R$ 187.900 para R$ 197.900, reajuste de 5,3%. Nenhum item foi adicionado ao catálogo dos modelos. Foi uma pura remarcação de preços.

A Ford não explicou o motivo do reajuste, mas, desde o lançamento, o dólar valorizou 8,6% frente ao real e o modelo é importado da China, com preço atrelado ao dólar. Resta saber se o preço do veículo cairá caso o real se valorize futuramente. Certo é que possíveis oscilações da moeda brasileira poderão afastar os clientes.

Cartada na China

Primeiro Ford produzido na China a ser vendido no Brasil, o Territory é uma aposta da montadora para o competitivo mercado sul-americano de SUVs, atualmente aquecido. Com ele, a Ford tenta recuperar a fábrica na Ásia, com queda na produção há três anos, vendendo metade do que vendia em 2016. Nos últimos sete anos, a Ford China teve sete presidentes.

Cartada no Brasil

O Territory foi apresentado no país para concorrer com Jeep Compass, VW Tiguan AllSpace e futuramente com o VW Taos, que será fabricado na Argentina. Para isso, ele aposta no motor 1.5 Turbo Ecoboost GTDI, de 150 cavalos.

O câmbio é automático, do tipo CVT e, segundo a fabricante, foi adaptado ao ‘estilo brasileiro de dirigir’. 150 profissionais da montadora rodaram 100 mil quilômetros pelo Brasil até chegar a uma configuração confortável, que atende ao padrão de mercado.

Mas nas vendas ele ainda não caiu no gosto. Segundo a Fenabrave, ele não apareceu entre os 50 mais vendidos em setembro. O Compass foi o sétimo mais vendido. O Tiguan, o 40º.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES

0
Gostamos muito de opiniões, que tal comentar?x