sexta-feira, 17 de maio de 2024

Conheça o Mustang que fez a Ford faturar R$ 40 milhões em 24 horas no Brasil

Mustang Mach 1 é importado dos Estados Unidos e traz motor 5.0 que rende 483 cavalos. Carros vendidos chegarão aos donos em junho.

Quando a Ford anunciou em janeiro que pararia de fabricar carros no Brasil para se posicionar como uma marca premium, muitos foram os questionamentos sobre o quanto isso poderia dar certo. Na última sexta-feira, 16 de abril, veio a primeira resposta a favor da Ford: a americana conseguiu vender 80 unidades do novo Mustang Mach 1 em apenas 24 horas. O preço? R$ 499 mil.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Ford Mustang Mach 1
Mustang Mach 1 (Foto: Ford/ Divulgação)

Significa que a Ford embolsou em 24 horas o equivalente a 10 dias de venda do Ford Ka, carro que era produzido na unidade da empresa na Bahia, levando em consideração a média de vendas do Ford Ka em 2020. O Mustang é importado dos Estados Unidos e os carros vendidos em 24 horas serão entregues aos compradores em junho.

O Mustang Mach 1 é uma edição dos 57 anos de aniversário do modelo, que está na quarta geração no planeta. Ao realizar uma ação de marketing sobre um carro vendido como histórico e único, a Ford atinge o seu novo público em cheio no quesito excluvidade. Afinal, o brasileiro que possui meio milhão de reais para gastar em um carro, quer ter algo diferente para exibir.

Uma placa no painel indica o número de série dos Mustangs Mach. O que levou o número “001” foi vendido em março por US$ 500 mil em um leilão. “O novo Mach 1 traz todo esse legado e também é o modelo mais preparado para as pistas de todos os tempos. É um carro exclusivo, digno de coleção, que leva adiante a sua mística”, disse Antonio Baltar Jr., diretor executivo da Ford. O carro é equipado com o motor Coyote V8 5.0, com 483 cv e transmissão automática de dez marchas.

O Mustang Mach 1 é um dos lançamentos da Ford previstos para 2021 no Brasil. O Ford Bronco deve ser o próximo. No começo de abril destacamos que a linha Ford no Brasil agora é a que tem menos opções no cardápio.

Como é o Mustang Mach 1

O nome “Mach 1” é uma referência à velocidade do som e foi usado pela primeira vez na linha Mustang em 1969. Era um modelo intermediário entre o Mustang GT e o Shelby. O carro da série especial tem design que preza pela aerodinâmica do veículo, que tem a proposta de ser um carro de velocidade. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e a velocidade máxima é limitada pelo software do carro a 250 km/h.

A suspensão conta com calibração exclusiva para aumentar a performance na pista, com fluído magnético viscoso, o que a Ford chama de suspensão adaptiva MagneRide. As rodas são de 19 polegadas com acabamento cinza. Na traseira tem aerofólio também exclusivo e as ponteiras de escapamento são herdadas do Mustang Shelby GT500.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Mustang Mach 1
Mustang Mach 1 (Foto: Ford/ Divulgação)

A assinatura “Mach 1” está em uma faixa preta entre as lanternas. Os felizes proprietários desta série podem escolher entre oito cores: cinza, branco, preto, prata, azul, laranja, vermelho e amarelo.

O modelo também conta com modem integrado para interação com o motorista via celular, por um aplicativo. Assim, mesmo fora do veículo é possível visualizar informações sobre a performance do carro. Dentro, o Mustang Mach 1 tem bancos em couro com refrigeração e aquecimento.

Mustang Mach 1 (Foto: Ford/ Divulgação)

O motorista encontra sete modos de direção no Mustang Mach 1 que podem ser controlados desde a condução normal até a super esportiva, passando pelas opções “pista” e “neve”. Essas opções variam a forma de condução, resposta do acelerador, atuação dos freios, controle de estabilidade, ajuste de direção e até o ruído do escapamento. O painel de instrumentos tem 12 polegadas.

Surfando no marketing criado pela alta e rápida procura pelo veículo, a Ford pretende realizar novas ações em sua – agora reduzida – rede de concessionárias.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES