quinta-feira, 13 de junho de 2024

Calor recorde! Muito calor estraga o carro? Veja cuidados com o veículo no tempo quente

Algumas dicas simples ajudam a evitar problemas e manter a vida útil do carro, faça chuva ou faça sol

Uma nova onda de calor assola o país nesta primeira quinzena de novembro. Em algumas cidades, os termômetros passaram dos 40 graus, com sensação térmica ainda maior. Além de riscos para a saúde das pessoas, o excesso de calor pode causar problemas para o carro. Mostraremos a seguir que o calor estraga o carro, pelo menos em partes, mas que é fácil de escapar das maiores roubadas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

É inegável que o calor intenso provoca desgaste excessivo de peças. Alguns componentes foram projetados para aguentar o calor brasileiro, mas dependendo da situação é preciso tomar cuidados. Como um carro tem peças de metal, de plástico, de borracha e de couro, nem sempre o comportamento de uma peça será igual a da outra. A boa notícia é que uma sombra num dia quente é quase sempre suficiente para salvar o carro.

calor estraga o carro
Calor estraga o carro? Na foto gerada por inteligência artificial, ele até derrete de calor

Há duas questões quando falamos de calor e sol forte. Um carro pode resistir bem a 40 graus na sombra. Mas pode sofrer a 35 graus no sol. Isso porque os raios solares são grandes vilões dos automóveis. E quanto mais perto do verão, pior, já que os raios UV se intensificam na estação mais quente. A sombra ajuda a filtrar a incidência de raios.

Se o seu carro tem bancos de couro, atenção redobrada. Os raios solares desbotam e mancham os tecidos de couro. Quem não toma o devido cuidado pode acabar tendo que até trocar o couro, algo bem caro nas tapeçarias. Além de evitar exposição excessiva ao sol, o recomendado é fazer uma manutenção. Pode ser em casa mesmo. Uma vez por semana retirar o pó com um pano seco e aplicar produto para couros regularmente já basta.

As borrachas são outro ponto de atenção. Elas ressecam com o tempo e quanto mais velho for o carro – e o descuido prolongado – mais elas se deterioram. Se não der para evitar o sol quente, pelo menos use produtos próprios para borracha, tomando cuidado para não escorrer para outras áreas, como os vidros. Os pneus também merecem atenção. Usar limpa-pneus com frequência ajuda a prolongar a vida deles.

Cuidados com o ar-condicionado

O ar-condicionado é um item fundamental para combater o calor. Mas se não cuidar, ele vira dor de cabeça. Se o filtro não for trocado regularmente, os dutos começam a acumular sujeira e o compressor passa a trabalhar em excesso, podendo quebrar. O ideal é trocar o filtro do ar a cada 6 meses. E dá pra evitar um comportamento que muita gente erra.

Ao voltar para o carro no calor, nunca ligue o ar-condicionado com o interior quente. O ideal é abrir todos os vidros até que o ar quente interno saia – em geral, o interior do carro fechado fica mais quente do que o exterior. Outra dica prática: boa parte dos carros mais novos contam com função de abrir os 4 vidros no alarme. Em geral, basta segurar o botão de destravar portas por alguns segundos para todos os vidros descerem, facilitando o processo.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Fique de olho no nivel do líquido de arrefecimento. Sobretudo em carros mais antigos, pode haver perdas de fluidos no processo de resfriamento, por algum pequeno vazamento. Nível baixo do líquido de arrefecimento é um perigo e tanto para o superaquecimento – e para o travamento do motor e seus componentes. Se precisar completar a água, use produtos adequados. Aqui vale a dica para os menos experientes: nunca abra a tampa da água do radiador com o carro quente. A chance de se queimar é enorme.

Investir em películas com filtro solar é uma ótima pedida. Elas evitam a passagem dos raios mais nocivos e ajudam a não esquentar tanto o interior. Ao contratar um serviço de colocação, verifique os tipos de raios filtrados. Quanto maior a proteção, melhor.

Carro com pintura desgastada, manchada e queimada perde valor no mercado. Aqui a dica é lavar a lataria, sempre que possível. A lavagem retira poeira e fezes de aves, bastante nocivas ao verniz da pintura. Aplicar uma cera ou dar aquela polida também ajudam, mas é meio inviável financeiramente fazer isso com tanta frequência. A lavagem já basta.

A última dica vale não só para dias quente. Faça a manutenção preventiva. Levar o carro no mecânico a cada marco de quilometragem e não quando ele faz barulhos ajuda a detectar peças que vão arriar em breve. Dependendo da oficina (e de quanto você gastar), você ainda ganha mimos como recuperação das borrachas, lubrificação de itens e até uma higienização de ar-condicionado.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES