sexta-feira, 17 de maio de 2024

Exportações de veículos crescem 67% no primeiro semestre

Dados foram divulgados pela Carta da Anfavea e mostram recuperação depois de um 2020 difícil.
Exportações de veículos

Se 2021 ainda é um ano complicado para a indústria automotiva, com falta de peças, paralisações, fechamento de fábricas, pelo menos nas exportações de veículos há o que se comemorar. Elas cresceram 67,5% no primeiro semestre, em comparação com o mesmo período de 2020. Os dados foram divulgados hoje pela Anfavea.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

De janeiro a junho de 2020 foram 119,5 mil veículos exportados. Este ano o número saltou para 200,1 mil. No segmento de caminhões, o número foi ainda melhor: alta de 123,6% este ano, indicando uma recuperação ainda durante a pandemia.

O nível de exportações, no entanto, ainda não chegou aos números pré-pandemia. Em 2019, o primeiro semestre terminou com 227,3 mil veículos exportados. A queda ainda está na casa dos 12%. Mas já foi pior.

Exportações de veículos crescem em valores absolutos

Se em número de modelos o Brasil fechou 12% abaixo do primeiro semestre de 2019, em valores absolutos a situação é outra. O país exportou o equivalente a US$ 3,6 bilhões – R$ 18,6 bilhões – este ano, contra US$ 3,5 bilhões – R$ 18,1 bi – em 2019, alta (pequena porém uma alta) de 2,7%.

Se compararmos com o ano passado, o número é ainda mais animador. A alta foi de 70,7%, subindo de US$ 2,1 bi para US$ 3,6 bi. No ano passado, tivemos dois meses muito ruins em exportações, logo no começo da pandemia, em abril e maio. Parte do número represado foi compensado no segundo semestre.

Ranking de exportação de carros brasileiros por país

Segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o principal destino das exportações de veículos brasileiros no semestre foi a Argentina, com 44% de participação.

A América Latina ainda é o principal destino do carro brasileiro, apenas com uma intrusa europeia no top10. Confira no ranking abaixo:

PosiçãoPaísParticipação
1Argentina44%
2Colômbia15%
3México12%
4Chile8,2%
5Peru6%
6Uruguai5,4%
7Paraguai3%
8Equador1,9%
9Bolívia1,3%
10Alemanha0,42%
Fonte: Comexstat/MDIC
- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES