quinta-feira, 13 de junho de 2024

Ford fecha fábricas e encerra produção no Brasil

Apenas centro de desenvolvimento e campo de provas permanecerão em funcionamento. Carros passarão a ser importados de outros países.

A Ford anunciou hoje que encerrará a produção de carros no Brasil e que fechará as fábricas em Taubaté-SP, Camaçari-BA e Horizonte-CE, esta última onde ela fabrica o Troller T4. A montadora não informou quantos trabalhadores serão demitidos, mas só na fábrica de motores de Taubaté serão ao menos 830 demissões. Apenas o campo de provas de Tatuí-SP e o Centro de Desenvolvimento de Produtos em Camaçari continuarão em funcionamento.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Em sua despedida, a Ford usou o termo “empolgante” para falar do futuro da marca: “A Ford Motor Company anunciou hoje que atenderá os consumidores na América do Sul com um portfólio empolgante de veículos conectados, e cada vez mais eletrificados, incluindo SUVs, picapes e veículos comerciais, provenientes da Argentina, Uruguai e outros mercados, ao mesmo tempo em que a Ford Brasil encerra as operações de manufatura em 2021.”

O Turboway teve acesso ao comunicado enviado às concessionárias (veja abaixo), em que ela culpa a desvalorização do real frente ao dólar. Já na nota à imprensa, a empresa culpou a pandemia. “À medida em que a pandemia de Covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”.

Derretimento nas vendas

Por décadas entre as quatro grandes montadoras do país, em 2020 a Ford fechou, pelo segundo ano consecutivo, na quinta posição em vendas, atrás de GM, Fiat, Volkswagen e Hyundai. A retração nas vendas ocorre ano após ano na montadora. Em 2018 ela detinha 9,17% do mercado nacional. A participação caiu para 8,22% em 2019 e para 7,14% em 2020.

Em um ano em que todas as montadoras retraíram, a perda de vendas da Ford foi de 36%, despencando de 218 mil vendas em 2019 para 139 mil em 2020. O único modelo no top20 de emplacamentos do país foi o Ford Ka, na sexta colocação.

No sentido horário, fábricas em Taubaté-SP, Horizonte-CE e Camaçari-BA – foto: google maps

Quatro modelos eram fabricados no Brasil: Ka, Ka Sedan, EcoSport e T4. As vendas seguirão até o fim dos estoques. Segundo a Ford, a produção de peças vai continuar por mais algum período para evitar falta de peças de reposição. Outros modelos, como a Ranger, que é produzida Argentina, continuarão chegando ao Brasil importadas. Novos modelos serão lançados, como o Ford Bronco, mas nenhum será fabricado em território nacional.

Justificativa

Em comunicado aos concessionários, o qual o Turboway teve acesso, a Ford afirma estar operando desde 2013 com ajuda financeira da matriz, nos EUA. Afirma também que a desvalorização do real afetou os negócios. “A recente desvalorização das moedas na região aumentou os custos industriais além de níveis recuperáveis e a pandemia global ampliou os desafios, gerando uma capacidade ociosa ainda maior, com redução nas vendas de veículos na América do Sul, especialmente no Brasil”, afirma o documento.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A carta também fala do novo posicionamento global da empresa. “Daqui para frente, concentraremos nosso portfólio de produtos em nossos pontos fortes globais em picapes médias e veículos comerciais, com a nova Ranger e a Transit”, afirma.

Mais de cem anos de história

A Ford do Brasil foi fundada em 1919, com a missão de importar veículos, que começavam a se popularizar no mundo. Nasceu como um escritório no centro histórico de São Paulo e em dois anos ela inaugurou a primeira linha de montagem no bairro do Bom Retiro. O Ford T e o caminhão TT foram os primeiros veículos montados pela Ford no Brasil.

A expansão de fato se deu em 1967, quando a montadora comprou a Willys Overland em São Bernardo do Campo-SP. Além da fábrica, a Ford adquiriu um projeto que a Willys estava desenvolvendo em parceria com a Renault, o projeto “M” que deu origem ao Renault 12 na França e ao Corcel no Brasil.

De lá pra cá, a Ford produziu diversos modelos de sucesso no Brasil, como Galaxie, Maverick, Del Rey, Escort com a sua tão desejada versão XR3, Fiesta e Ecosport. Foram 52 anos de produção no local, até a desativação da planta, em 2019 – um prenúncio do que estava por vir hoje. A área acabou sendo comprada por uma construtora em outubro do ano passado.

XR3: Fabricado pela Ford no Brasil e um dos carros mais desejados dos anos 80. Já com a reestilização de 1987
- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES