sexta-feira, 24 de maio de 2024

GM adia retorno da produção do Onix em mais duas semanas

Uma crise sem precedentes e com consequências imprevisíveis. A GM vive uma espécie de limbo em sua cadeia produtiva ao adiar, mais uma vez, o retorno aos trabalhos na unidade de Gravataí/RS, paralisada por causa da falta de semicondutores. O retorno foi postergado de 3 de agosto para o dia 16 do mesmo mês.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
GM adia retorno da produção do Onix
GM adia retorno da produção do Onix

A primeira data de retorno, marcada para 19 de julho, já havia sido adiada para o começo de agosto. A suspensão da planta gaúcha já se estende desde março e significa um grande prejuízo para a montadora.

É em Gravataí que a General Motors fabrica seus dois modelos mais vendidos: o Onix e o Onix Plus – primeiro e terceiro modelos mais comercializados do país em 2020.

Para piorar o momento, a fábrica de São Caetano do Sul também está fechada para a troca de linha – e chegada de uma nova picape. A unidade do ABC paulista ficará fechada pelo menos até 2 de agosto.

Apenas a unidade de São José dos Campos, responsável por montar os modelos S10 e Trailblazer, opera normalmente. E não ajudam muito para conter o prejuízo, já que os modelos não têm grande saída.

Recentemente, a GM foi questionada por seus distribuidores de realocar os poucos semicondutores que recebe para unidades fora do Brasil, deixando a produção nacional a ver navios.

A pedido do portal Automotive Business, a GM negou as acusações. “É importante ressaltar que não houve ‘desvio de fornecimento de componentes em falta’ para outras unidades da companhia localizadas no México. A GM segue trabalhando com seus fornecedores para retomar a produção regular o mais rápido possível”, diz o comunicado.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

GM adia retorno da produção do Onix: reflexos nas vendas

A quebra no ritmo de produção afetou e muito as vendas da GM. Com Gravataí parada, as unidades do Onix, até então líder de mercado, sumiram das concessionárias e o Fiat Strada se tornou o mais vendido do país. E na soma geral, a GM foi ultrapassada em vendas por Fiat e Volkswagen.

Em maio a montadora teve participação de mercado de apenas 9,86%, apenas um pouco acima da Hyundai, que vendeu 9,60% dos carros do país.

No acumulado até maio, a GM comercializou 112.973 veículos, contra 142.547 da Volkswagen e 179.315 da Fiat. A participação de mercado da GM este ano está em 13,50%. No ano passado, nesta mesma época do ano, ela era líder do mercado, com 17,91%.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES