quinta-feira, 18 de julho de 2024

Kwid chega ao Chile com preço de Sandero no Brasil

Versão básica possui ar condicionado, mas custa R$ 10 mil a mais que a versão brasileira, que não possui o item.

Quanto custa o Renault Kwid no Chile? Essa é uma pergunta que já foi feita por internautas que chegam ao Turboway pelos buscadores. O carro está sendo exportado do Brasil para o Chile e foi lançado agora em março no país, quase quatro anos depois de começar a ser vendido por aqui. A versão intermediária custa lá R$ 60 mil, na conversão direta.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A versão mais barata no Chile é a versão Life, que custa R$ 52 mil. A diferença é que a versão vendida no Chile possui ar condicionado, diferente da versão Life brasileira, que custa R$ 42 mil e não dispõe do item. A versão mais cara, a Outsider, custa R$ 63 mil. Aqui no Brasil ela custa R$ 53.290,00.

Concorrentes desconhecidos no Brasil

A Renault não comercializa o Sandero no Chile, o papel de hatch compacto será feito pelo Kwid. Ele concorrerá com outros dois compactos que fazem muito sucesso no país e não existem no Brasil: o Suzuki Baleno e o Chevrolet Spark. O Logan, que no Chile se chama Symbol, custa por lá R$ 63 mil.

Para levar o Kwid para o Chile a Renault praticamente não fez mudanças no veículo que é vendido aqui no Brasil. A Renault chilena tem uma linha um pouco diferente da vendida hoje no Brasil. Isso porque a marca importa os carros de outros países. Além do Kwid, a Renault vende no Chile a Duster, fabricada na Colômbia, o Symbol, que é o nosso Logan, o Mégane, e os SUVs Arkana e Kóleos.

A diferença de preços de carros no Chile se explica porque o país tem maior custo de vida e importa os veículos. O salário mínimo no Chile em 2021 é de R$ 2580 e não existem indústrias de carros no país.

Quanto custa o Renault Kwid no Chile?
Campanha de lançamento do Renault Kwid no Chile
- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES