sexta-feira, 17 de maio de 2024

Motor turbo está em 8 dos 15 carros mais vendidos do Brasil

Se em um passado recente ele era inalcançável pelo grande publico, coisa de rico, de tuneiro e etc, hoje ele ganha cada vez mais as ruas. Dos 15 carros mais vendidos no país, segundo a Fenabrave, o motor turbo está presente em 8, em pelo menos uma versão – em 3 deles ele é 100% presente. O levantamento é do site Primeira Marcha (veja mais abaixo).

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Motor turbo

A presença do turbo entre os mais vendidos é muito recente. Começou pelo Up, que trouxe a versão 1.0 turbo com números de 1.6 aspirado. Foi em 2015, quando o mercado ainda era totalmente dominado pelos aspirados. Com o tempo, isso mudou.

Foi a Volkswagen a responsável por ampliar a presença do turbo entre os mais vendidos. Depois de sair na frente com o Up, ela trouxe o motor sobrealimentado no Polo e no Virtus, em 2017, depois no T-Cross, em 2019, e finalmente no Nivus, em 2020. Estes dois últimos são vendidos apenas com a motorização turbo, deixando claro que a preferência caiu no gosto do público – e das montadoras.

Além de T-Cross e Nivus, outro modelo 100% turbo é o Chevrolet Tracker, lançado em 2020. Hoje o Tracker é o carro 100% turbo mais vendido do país, ocupando a 12ª colocação geral.

A Chevrolet também oferece turbo em modelos de maior saída, com o o Onix e Onix Plus, mais vendidos do país até a crise dos semicondutores.

Faltou a Fiat

Se olharmos para os números, é de se imaginar que o sucesso do turbo é grande, afinal ele é oferecido em mais da metade dos carros mais vendidos do país. Mas poderia ser muito melhor se a Stellantis (dona da Fiat, Jeep, Peugeot e outras) não estivesse atrasada nessa tendência.

O Fiat Strada, carro mais vendido do país, não oferece a motorização em nenhuma versão. O Jeep Renegade só oferece a opção turbodiesel (desconsiderada nesse levantamento, que inclui apenas turbo para motores flex). Argo e Mobi, outros campeões de vendas, também só possuem versões aspiradas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Apenas recentemente a Fiat inaugurou versões turbo. O Fiat Toro e o Jeep Compass são os primeiros a usar o motor 1.3 turbo desenvolvido pela Stellantis. Apesar de atrasada no turbo, a montadora já está se adiantando à chegada dos elétricos, com previsão de inaugurar uma fábrica de motores híbridos em Betim/MG, em 2024.

Confira a lista dos carros mais vendidos e a porcentagem de versões turbo

MODELOVENDASVENDAS TURBO
Fiat Strada51.3690%
Chevrolet Onix38.98049% (19.142)
Hyundai HB2037.8059% (3.305)
Jeep Renegade33.1050%
Fiat Argo32.5490%
VW Gol32.2300%
Fiat Mobi31.8280%
Fiat Toro28.1903,5% (1.018)
Hyundai Creta27.5930%
Chevrolet Onix Plus27.35267% (18.201)
Jeep Compass26.5135,8% (1.536)
Chevrolet Tracker26.139100% (26.139)
VW T-Cross25.865100% (25.865)
Renault Kwid23.1050%
VW Nivus17.115100% (17.115)
Vendas de janeiro a maio de 2020 – Fonte: site Primeira Marcha

Mudança de nome

A chegada com tudo do motor turbo fez com que as montadoras mudassem as nomenclaturas das versões. Antes – e por muito tempo – era usado o tamanho do motor em litros, mas o turbo fez com que esse tamanho diminuísse. Hoje, um motor 1.0 turbo rende mais do que um 1.8 aspirado antigo, por exemplo.

Com o público ainda habituado às cilindradas, as montadoras estão preferindo nomear as versões pelo torque. O Jeep 1.3 turbo virou T270. O T-Cross 1.0 turbo virou 200 TSI.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES