sexta-feira, 24 de maio de 2024

Novo Fiat Panda estreia em julho e lançamento será importante para o Brasil

Lançamento da quarta geração do modelo clássico italiano marcará a nova fase de engenharia da Fiat, que pretende unificar sua linha nos países em que atua

A Fiat lança no dia 11 de julho a quarta geração de seu Fiat Panda, automóvel que ficou conhecido na Europa por sua versatilidade e que deu origem ao Uno que tivemos por aqui. Mas por quê esse lançamento é importante para os brasileiros?

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A nova geração do Panda indica o início de um projeto global da Fiat. O dia 11 de julho é simbólico, já que neste dia a Fiat comemorará seus 125 anos. O Panda iniciará o uso de uma nova plataforma da empresa (a Smart), que inicia a ser usada na Europa este ano, na África em 2025 e no Brasil em 2026. O projeto é tocado por um time que envolve os engenheiros brasileiros e italianos da marca. Aí sua importância: daqui pra frente todos os novos modelos da Fiat nascerão desta plataforma e de suas variantes. O provável visual é o da imagem abaixo. A Fiat, porém, já divulgou animações com um modelo mais quadrado que está no final deste texto.

Projeção publicada pelo site Carscoops sobre o desenho do projeto registrado pela Fiat (foto: reprodução)

Atualmente a Fiat possui linhas diferentes no Brasil e na Europa. É como se fossem marcas distintas. O único modelo em comum atualmente é o Fiat 500 elétrico, que é importado da Itália para o Brasil. Enquanto por aqui tivemos o lançamento de Pulse e Fastback, lá os europeus conheceram o novo Fiat 600. Desde que a Fiat e a Peugeot se fundiram, formando a Stellantis, a prioridade da marca é desenvolver projetos semelhantes para os dois continentes, ainda que por aqui o modelo chegue depenado de acessórios. Essa última colocação é um palpite nosso apenas.

Significa que o Panda chegará ao Brasil?

Não, mas a plataforma que o Panda estreará na Europa será a mesma que será utilizada por novas gerações do Pulse e do Fastback em breve. É uma plataforma de custo reduzido que a marca desenvolveu pensando não apenas no futuro híbrido, mas também na concorrência com os chineses. Prova disso é que o novo Panda será fabricado na Sérvia, país da Europa com mão de obra mais barata.

Um Panda no Brasil é algo pouco provável, mas o que é certo é que o modelo pode receber algumas mudanças e chegar por aqui como uma evolução do Pulse, por exemplo.

E o novo Panda? Será quadradão como andam falando?

Projeção feita pelo site italiano Quattroroute sobre imagens de um conceito divulgadas anteriormente pela Fiat (foto: Quattroroute)

Ainda não se sabe qual a “cara” do novo Panda. A imagem que ilustra este texto é uma projeção feita pelo site italiano Quattroroute. Ele foi feito com base nos desenhos que a Fiat divulgou como conceitos, que por sua vez derivam do Fiat Centoventi (foto abaixo), um conceito apresentado há cinco anos no Salão do Automóvel de Genebra. É apenas um conceito, mas a Fiat já deixou claro que os novos modelos terão muito dele.

A nova geração do Panda não substituirá o atual Panda. Segundo as informações publicadas, ele vai continuar em linha até quando a União Europeia permitir a fabricação de veículos a combustão com os níveis de emissão compatíveis com o motor. Essa mudança deve acontecer em 2026, se não houver adiamento.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Enquanto o Panda atual continuará sendo o “Panda” nas concessionárias, o novo modelo chegará como “Novo Panda” e manterá este nome enquanto os dois coexistirem. A Fiat já faz isso com o Fiat 500. A versão elétrica é chamada até hoje de “Novo 500”. A Stellantis também registrou o nome “Pandina”, Pandinha em italiano, que deverá ser usado em uma série diferente do modelo que já existe.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES