sábado, 20 de julho de 2024

Papa Francisco faz acordo com Volkswagen para trocar frota do Vaticano

Vaticano vai trocar frota de 40 veículos a combustão por modelos elétricos da Volkswagen.

O pop não poupa ninguém. Nem o papa. Com direito a foto com o Papa Francisco, a Volkswagen entregou dois novos modelos para o governo do Vaticano – cujo chefe de Estado é o próprio papa. Modelos elétricos ID.3 e ID.4 são as primeiras entregas de um processo de renovação da frota usada pelo Vaticano durante as atividades do papado.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Pelo acordo entre o Vaticano e a Volkswagen, serão 40 entregas de veículos elétricos até 2030, que substituirão gradualmente a frota de modelos a combustão, num gesto pró-descarbonização endossado por Francisco. Além do ID.3 e do ID.4, unidades do ID.5 também vão entrar no pacote.

Papa Francisco faz acordo com Volkswagen: 40 modelos elétricos da família ID vão equipar frota do Vaticano

“A eletrificação de frota está se tornando cada vez mais importante no mundo. O fato dos trabalhadores do Vaticanos dirigirem nossos ID é um grande alvo e uma honra, que demonstra a atratividade dos nossos modelos elétricos”, disse Imelda Labbé, Membro do Conselho de Administração de Vendas, Marketing e Pós-Venda da Volkswagen Passenger Cars, aproveitando para fazer uma propaganda da marca durante a entrega.

Em geral, os papas costumam ser alvo das montadoras. O próprio Francisco já participou de eventos de entregas de modelos da Mercedes, e também Bento XVI e João Paulo II. E todas as marcas brigam para estamparem seus logos no icônico papamóvel. São vários os modelos já utilizados, mas o mais comum atualmente é um com vidro blindado feito pela Mercedes-Benz.

O papa já usou também modelos abertos da Fiat e da Peugeot, este último um Hoggar fabricado no Brasil para uso durante a visita do Pontífice a Cuba em 2015. Em outra ação explorada com sucesso pelo setor de marketing, um Toyota Mirai movido a hidrogênio foi presenteado a Francisco durante a Conferência Episcopal Católica do Japão. O Mirai é um sedã de 4,7 metros, mas a versão entregue media 5,1 metros, com abertura para a tradicional redoma de vidro.

Papa Francisco já usou papamovel fabricado no Brasil: um Peugeot Hoggar levado para visita em Cuba
- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES