quinta-feira, 13 de junho de 2024

Para evitar falsificações, Volkswagen cria certificado para carros clássicos

Montadora digitalizou informações individuais de mais de 6 milhões de modelos fabricados até o fim dos anos 80

A Volkswagen anunciou um novo tipo de serviço para os colecionadores e entusiastas. Ela criou um certificado que atesta a autenticidade de carros hoje considerados clássicos. É possível pedir o certificado pela internet, desde que alguns quesitos sejam cumpridos – e o valor por ele seja pago.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O Certificado de Veículos Clássicos é emitido pela VW Collection, braço da montadora responsável por produtos de consumo, e vale para os veículos produzidos no Brasil há pelo menos 20 anos. Segundo a direção no Brasil, a Volkswagen Alemanha foi parceira nessa iniciativa, sendo utilizada como referência. O Brasil é o segundo país do mundo a oferecer serviços a clientes Volkswagen.

O documento, que agrega valor ao carro ao reconhecer e exaltar as características de produção de modelos clássicos fabricados em território nacional, também fornece dados originais de produção, que podem ser úteis para preservar e restaurar os veículos da marca. A empresa o trata como uma espécie de certidão de nascimento, emitida sempre no nome do atual proprietário do clássico. Além disso, cada certificado terá um número serial único, que garantirá a rastreabilidade e autenticidade, evitando, dessa forma, possíveis falsificações, afirma a VW.

A criação do certificado é parte de um processo minucioso. A montadora, que completou 70 anos de Brasil em 2023, mantinha informações em fichas de papel, desde o início das operações nos anos 1950, até o final dos anos 1980. Ou seja, por mais de 3 décadas, as informações individuais de cada modelo eram manuscritas. Os documentos foram preservados em microfilmes, que somam cerca de 6,5 milhões de registros. A Volkswagen resolveu digitalizar cada um dos documentos antigos e assim vai poder usá-los para a emissão indivudual dos carros clássicos.

Segundo a montadora, quando o cliente solicita a certidão, a equipe especializada de Desenvolvimento do Produto e de Vendas busca pelas informações de cada veículo em um processo praticamente artesanal. Depois disso, o certificado é emitido e enviado para impressão. O documento também recebe autógrafo de autenticidade das áreas responsáveis pela preservação destes dados e também da Garagem VW, o Desenvolvimento do Veículo Completo e o Departamento de Imprensa da VWB.

Tudo isso tem um custo. O Certificado de Veículos Clássicos da Volkswagen custa R$ 500 mais o frete. O valor arrecadado com as vendas do Certificado de Veículos Clássicos Volkswagen suportará financeiramente a Garagem VW na preservação e no restauro dos veículos do acervo histórico.

Falando em acervo, a Kombi ‘Corujinha’ 1960, com pintura saia-e-blusa nas cores Vermelho Calipso e Branco Lótus; o TL 1972, na cor branco-lótus; e o Gol 1300, na cor Vermelho Calipso, e primeiro Gol “placa preta” da história foram os primeiros modelos do Brasil a receber Certificado VW.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

“Com sete décadas de história por aqui, a Volkswagen faz parte da cultura do povo brasileiro e, ao longo do tempo, criou gerações de apaixonados pela marca e por nossos veículos icônicos. Fusca, Brasília, SP2, Gol e diversos modelos que fizeram e ainda fazem parte da vida de milhares de pessoas. Oferecer os dados de produção desses veículos no formato de um certificado é uma maneira de abraçar e valorizar esse público de entusiastas de clássicos Volkswagen, além de estimular mais pessoas a preservar e manter as características de seus clássicos, fomentando, dessa forma, o amor pela marca”, diz o CEO da Volkswagen do Brasil, Ciro Possobom.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES