sábado, 20 de julho de 2024

Polo Track ganha data para entrar em linha, e VW anuncia investimento de R$ 7 bi

Investimentos serão feitos na América Latina até 2026, e incluem a produção do Polo Track, futuro novo modelo de entrada da montadora.

O Polo Track, futuro modelo de entrada da Volkswagen, já tem uma data para entrar na linha de produção. A montadora confirmou a chegada do modelo para 2023, na planta de Taubaté/SP. Em março, o Turboway já havia falado da intenção da montadora de levar o Polo Track para a cidade do interior paulista.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Para a implantação do Polo Track, Taubaté vai estrear a plataforma MQB, já presente em Anchieta e São José dos Pinhais para fabricar Polo, Virtus, T-Cross e Nivus.

Polo Track
VW divulgou primeira imagem do Polo Track. Certeza, mesmo, é que ele terá o novo logo da montadora – divulgação

O Polo Track será uma versão pelada do atual Polo, que receberá uma reestilização para se diferenciar do modelo, estratégia parecida com o Gol Special, versão de entrada do Gol, baseada no modelo anterior.

O novo Polo deverá ser muito parecido com a já lançada versão alemã, e deverá perder o motor 1.0 aspirado com câmbio manual, que serão exclusivos do Polo Track. A diferença de preços deve ser maior que as verificadas hoje entre Polo e Gol.

Falando em Gol, A VW não confirmou nem descartou ainda o que fará com o modelo mais vendido de sua história. Há pessoas na empresa dispostas a encerrar a linha e decretar o fim do modelo, mas uma outra corrente prefere manter o modelo em nome de sua história, deixando a montadora com duas opções de entrada no mercado. O mesmo não ocorreu com Fox e Up, que saíram de linha recentemente.

Investimentos de R$ 7 bi na América Latina

Até 2026, a Volkswagen deve implantar quatro novos modelos compactos no catálogo, todos baseados na plataforma MQB, mas a empresa não detalhou quais, além do Polo Track, o primeiro deles. O presidente da montadora confirmou a intenção de trazer nova picapes, então é possível ver uma nova geração da Saveiro rodando por aqui.

Para a renovação sair do papel, a montadora irá investir R$ 7 bilhões na América Latina – além das fábricas brasileiras, a planta de Pacheco, na Argentina, também receberá o aporte.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

“O alto nível dos investimentos futuros em nossa região demonstra a grande importância do mercado latino-americano para a Volkswagen. Isso tem base em três fatores de sucesso: a excelente produtividade de nossas fábricas, alcançada com o apoio dos acordos com os sindicatos de trabalhadores, o destacado desempenho de toda a equipe e nosso intenso foco nos desejos de nossos clientes latino-americanos”, disse Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

Além da produção de novos veículos, o investimento também será usado no desenvolvimento da central multimídia VW Play e na descarbonização de veículos. A VW pretende concentrar esforços na eletrificação a etanol.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES