quinta-feira, 13 de junho de 2024

Renault Kwid E-Tech é o primeiro carro elétrico do Brasil a custar menos de R$ 100 mil

Concorrência acirrada vem forçando queda de preços entre veículos elétricos

O Renault Kwid E-Tech é mais uma prova de que os carros elétricos estão baixando de preços. Lançado em 2022 por R$ 143 mil, dois anos depois ele se torna o primeiro carro elétrico do Brasil a custar menos de R$ 100 mil, mesmo com a nova alíquota de preços para importados, que passou a valer na virada do ano. O Kwid elétrico é produzido na China e agora custa exatos R$ 99.990.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A queda de preços vem na esteira de uma acirrada disputa entre marcas chinesas. A BYD, que vem investindo pesado em marketing, já anunciou que tratá uma versão do Dolphin por um preço próximo dos R$ 100 mil. A Renault foi mais rápida e anunciou um valor menor ainda. O Chery iCar, outro que vem caindo de preços, já possui versões usadas por preços próximos dos R$ 80 mil.

O Renault Kwid E-Tech vem com motor elétrico que entrega 65 cavalos e torque que permite aceleração de 0 a 100 em apenas 4,1 segundos. O modelo tem autonomia de 185 quilômetros. A garantia das baterias é de 8 anos.

Entre os itens de série, há controles de tração e estabilidade com assistente de partida em rampa, seis airbags, câmera de ré, sensores traseiros de estacionamento, monitoramento da pressão dos pneus, ar-condicionado, central multimídia e direção elétrica.



Ele também vem com frenagem regenerativa, que recupera energia a cada vez que se deixa de exercer pressão sobre o pedal do acelerador e, também, quando freia. Um dos destaques do Kwid E-Tech 100% elétrico é a facilidade para recarregar a bateria, que possui capacidade 26,8 kWh e que pode ser carregado até em uma tomada doméstica de 110 ou 220 volts.

- PUBLICIDADE -

destaques

comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários