sexta-feira, 17 de maio de 2024

Saideira? Veículos ‘populares’ saem de cena para dar lugar a novos SUVs

Toyota Etios, Fiat Uno e Volkswagen Up devem ser os próximos veículos aposentados para dar lugar a veículos maiores e mais caros. Ford Ka foi o primeiro a se despedir.

O ano de 2021 será decisivo para vários modelos populares fabricados no Brasil. O Ford Ka foi o primeiro a se despedir, quando a Ford anunciou em janeiro o fim de suas atividades como montadora no país. Etios, Up e Uno podem ser os próximos e são veículos sem sucessores definidos. As marcas não confirmam o encerramento destes modelos.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Toyota

O Toyota Etios, em suas versões hatch e sedã, vende muito pouco. A situação piorou quando a Toyota decidiu vender por aqui o Yaris. Nos últimos meses não entrou nem no ranking dos 50 veículos mais vendidos do país. Segundo o colunista Jorge Moraes, do Uol, o veículo não terá uma linha 2022 e deixará de ser vendido no país.

A explicação vai além das vendas: a fábrica da Toyota em Sorocaba precisa abrir espaço para a fabricação de um novo modelo, o Corolla Cross. É um SUV compacto que jogará em um território onde a Toyota ainda não tem um representante.

A empresa pretende trocar um produto menos rentável e de fraco desempenho comercial por uma aposta no badalado mercado de SUVs, que a cada mês ganha um novo concorrente.

O Toyota Etios deve seguir em linha para exportação. Vale lembrar que o carro tem boas vendas no mercado argentino.

Toyota Corolla Cross chega ao Brasil no começo de 2021 (Foto: Toyota)

Fiat

Ao colocar a Toro no mercado, há pouco mais de 5 anos, a Fiat arriscou e se deu bem. Aprendeu que poderia se arriscar em um mercado de veículos mais caros e que o brasileiro está disposto a pagar. Com isso a Fiat resolveu ter também o seu SUV compacto, que no meio automotivo vem sendo chamado de “SUV do Argo”.

Antes de lançar esse novo modelo a Fiat deve tomar uma decisão sobre o Uno. O carro hoje está na mesma faixa de preço do Argo e o acabamento se assemelha mais ao irmão mais barato, o Mobi. Encontrar na concessionária um Uno é tarefa difícil e as mais de 2 mil unidades vendidas em janeiro, segundo a própria Fiat, foram vendas diretas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O Uno atual segue os traços do Fiat Panda, vendido na Europa, e compartilha peças com a Fiorino, que deve seguir em linha. Até o fim do ano saberemos o que a Fiat pretende com seu Uno. Outro carro que não recebeu atualizações e que também pode ter a produção encerrada é o Fiat Siena. Nesse caso já há um sucessor: a versão mais barata do Fiat Cronos.

Volkswagen

A Volks lançou a linha 2021 do Up aos 45 do segundo tempo. Foi na véspera de natal e o fato só ganhou destaque na imprensa automotiva por causa de um design interno curioso: para não ter que adaptar o cinto traseiro do meio com três pontos para obedecer a legislação, a Volks mudou a especificação do carro: agora ele só transporta quatro passageiros e no banco do centro a VW colocou um aviso proibindo o transporte de passageiro ali. Polêmico, o aviso lembra um acessório de ônibus urbano: “proibido viajar sentado no motor”, “proibido conversar com o motorista”.

O UP 2021 e seu aviso no banco do centro (Foto: VW)

O Up chegou como tendência e a pretensão é que o carro substituiria o Gol. Deveria ser hoje o concorrente de Mobi e Kwid, mas a montadora alemã resolveu refiná-lo e subir o preço. Resultado: vendas baixas.

Com a estratégia da Volkswagen em apostar cada vez mais nos SUVs, o Up está no fim da linha. De quebra, deve levar o Fox junto. Nenhum dos dois terá um sucessor na mesma categoria. O próximo Volkswagen a chegar ao Brasil é o SUV Taos.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES