quinta-feira, 13 de junho de 2024

Trabalhadores da Mercedes aprovam plano que deve manter montadora no ABC Paulista

Trabalhadores andavam preocupados com futuro da unidade e com a possibilidade de demissões

Trabalhadores da Mercedes-Benz aprovaram neste sábado, em assembleia, uma proposta que pode garantir o futuro da unidade de São Bernardo do Campo. Entre os pontos, o acordo assegura a realocação e a requalificação de todos os trabalhadores da unidade. A medida também reduz a terceirização, anunciada pela Mercedes em setembro.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Trabalhadores da Mercedes-Benz aprovam medidas em assembleia. Foto: Andris Bovo

A montadora irá abrir um PDV – Plano de Demissão Voluntária – para todos os funcionários com pelo menos três anos de vínculo. Aqueles que aderirem irão receber 12 salários fixos e mais um salário por ano trabalhado, sendo o teto 22 salários. Quem já for aposentado terá um bônus de mais 2 salários. Aqueles que se demitirem terão convênio médico até dezembro de 2023 e vale-alimentação por 12 meses.

A empresa poderá desta forma enxugar sua folha salarial, atualmente maior do que ela gostaria, levando em conta o que ela vende e produz no momento. O desequilíbrio vinha causando preocupação de que a montadora demitisse em larga escala ou até desistisse da produção no ABC Paulista. O acordo é uma espécie de alívio para o setor.

Pela medida, os trabalhadores com contrato por prazo determinado terão prioridade de contratação assim que houver a retomada do crescimento da produção.

“O principal objetivo na construção do acordo foi garantir o futuro da fábrica e dos empregos, com planejamento e previsibilidade para as nossas vidas. Queremos discutir o futuro, quais os próximos veículos a serem produzidos e o processo produtivo”, disse o diretor-executivo do sindicato.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES