domingo, 21 de abril de 2024

Abastecimento de chips deve voltar ao normal só no segundo semestre de 2022

Montadoras de todo o mundo deixarão de fabricar 4 milhões de carros em 2021.

Principal vilão do gargalo na produção de veículos no mundo todo, os chips semicondutores devem voltar a abastecer o mercado normalmente a partir do segundo semestre de 2022. É o que prevê o estudo produzido pela Bain & Company, empresa de consultoria de gestão com sede em Boston, EUA.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Este mesmo estudo revelou em números o que especialistas vinham dizendo. O mercado automotivo é apenas uma fração das vendas dos chips no mundo todo. “É responsável por apenas 10% da receita dos fabricantes de chips”, revelou Caros Libera, um dos sócios da Bain & Company. Os outros 90% vão para a indústria de eletro-eletrônicos, sobretudo fabricantes de computadores e smartphones.

Ao todo, o mercado automobilístico deixará de faturar US$ 60 bilhões com a falta de peças e só em 2021 deixará de fabricar 4 milhões de modelos no mundo todo.

O estudo também previu que novos contratempos no fornecimento de chips podem ocorrer no futuro e deu duas sugestões às montadoras. O primeiro é aumentar seus estoques de semicondutores e o segundo é se aproximar dos seus fornecedores.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES