domingo, 21 de abril de 2024

Charles Leclerc bate Ferrari histórica de Niki Lauda em exibição em Mônaco

Líder da temporada 2022 com sua Ferrari, piloto monegasco bateu modelo usado em 1974.

Ele pode estar fazendo bonito na temporada 2022, em que é líder após 5 corridas. Mas Charles Leclerc pisou feio na bola neste domingo (15), ao bater a histórica Ferrari guiada por Niki Lauda na temporada de 1974.

Era uma exibição ao público, durante o chamado “Monaco Historic Grand Prix 2022”, evento anual em que apenas carros históricos são chamados para a pista de Monte Carlo, em Mônaco, terra natal do piloto de 24 anos.

Leclerc derrapou na Rascasse e acabou batendo a traseira de sua Ferrari 74 contra a barreira de proteção. A asa traseira ficou bastante danificada. O piloto ainda arrancou com o modelo e terminou a volta com a Ferrari toda quebrada, causando dor em todos que viram a cena.

- Publicidade -

O piloto foi ao Twitter explicar a causa: “Quando você pensa que já teve todo o azar do mundo em Mônaco e perde os freios na Rascasse com um dos mais icônicos e históricos carros da Ferrari na Fórmula 1”, postou.

Apesar de ser da casa, Leclerc não tem tido muita sorte em Monte Carlo pela F1. Correu 3 vezes, sem terminar nenhuma vez. Se algum dia ganhar em casa irá igualar uma marca pertencente apenas a brasileiros. Cinco pilotos – Ayrton Senna, Nelson Piquet, Emerson Fittipaldi, Carlos Pace e Felipe Massa – venceram corridas de F1 na cidade em que nasceram. Leclerc chegou perto no ano passado, ao largar na pole.

Em tempo: a Ferrari de 1974 não deu o título a Niki Lauda, que foi apenas o quarto colocado naquela temporada. O título ficou com Emerson Fittipaldi, seu segundo e último na F1.

- Publlcidade -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

últimas da f1