quinta-feira, 13 de junho de 2024

Ex-chefão da F1, Bernie Ecclestone é preso tentando sair do Brasil com arma

Bilionário estava no Brasil há quase um mês e foi flagrado quando tentava embarcar em avião particular.

Ex-homem forte da F1, Bernie Ecclestone foi preso nesta quinta-feira depois de tentar embarcar com uma arma na bagagem, no aeroporto de Viracopos, Campinas. O revólver calibre 32 foi detectado no raio-x. A polícia foi chamada e chegou a prendê-lo. Ecclestone pagou fiança e pôde seguir viagem para a Suíça, em seu avião pessoal. Ele alegou não saber que a arma estava na mala. As informações são do Globoesporte.com.

Bernie Ecclestone e Nelson Piquet, durante o Veloccitá, na semana passada

Ecclestone, de 91 anos, estava havia um mês no Brasil, onde acompanhou diversos eventos automobilísticos, como a Stock Car e a F4. Ele é casado com a brasileira Fabiana Flosi, atual diretora da FIA, com quem tem um filho. Eles se conheceram durante o GP Brasil de 2009, em que Fabiana trabalhava como uma das organizadoras. A relação do inglês com o Brasil vai além. Ele possui uma grande fazenda no interior de São Paulo, onde cultiva café desde 2012.

Dono de uma fortuna estimada em 2013 em US$ 5 bilhões – R$ 24 bilhões – Bernie fez de tudo na F1. Chegou a correr como piloto em 1958, mas abandonou as pistas após um acidente. Investiu no setor imobiliário e com o dinheiro comprou a Brabham, em 1971, por US$ 120 mil. Após vencer dois campeonatos com Nelson Piquet, vendeu a equipe por US$ 5 milhões, em 1987.

- Publicidade -

A vida de cartola da F1 começou ainda durante a vida de dono de equipe. Em 1978 ele dirigiu a FOCA, associação dos construtores. Criou alguns atritos com a FIA até ser dono quase que absoluto das decisões comerciais da Fórmula 1. Deixou a categoria em 2017, ao vender os direitos para a americana Liberty Media por US$ 8 bilhões.

- Publlcidade -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

últimas da f1