domingo, 21 de abril de 2024

F1 2021: vem aí o inevitável octacampeonato de Lewis Hamilton

Vai começar uma temporada que promete ser histórica na Fórmula 1, com o GP do Bahrein, neste domingo (28). Mesmo depois de um ano de logística difícil, duramente afetada pela pandemia, a Fórmula 1 chega a 2021 com o maior calendário da história. Serão 23 etapas, incluindo o retorno de Interlagos, agora no rebatizado GP de São Paulo. A F1 2021 será uma longa jornada para tentar evitar o inevitável: o octacampeonato de Lewis Hamilton.

Lewis Hamilton

Apesar de já imaginarmos o resultado final, são muitos os motivos para acompanhar de perto a F1 2021. A principal mudança para os brasileiros será na forma como vamos assistir às corridas. Depois de 40 anos, a transmissão da maior competição de automobilismo do mundo saiu da TV Globo e foi para a Band, que promete mais espaço. Reginaldo Leme, Sérgio Maurício e Mariana Becker foram contratados para manter o bom padrão de transmissão.

Por causa da pandemia, o regulamento de 2020 foi esticado para 2021. Ou seja, teremos poucas mudanças nos carros, causando quase uma extensão da temporada 2020. Mas isso não significa que a Mercedes nadará de braçada na F1 2021.

- Publicidade -
Grid F1
Os 20 pilotos do grid da F1 2021 – foto: divulgação/F1

Para compensar a manutenção das regras, a direção da F1 distribuiu duas fichas para cada equipe usar no desenvolvimento do carro. A Ferrari, por exemplo, já gastou para mexer na traseira, melhorando a performance. A Alpha Tauri e a Alfa Romeu alteraram o bico.

Além disso, as equipes terão pela primeira vez um teto orçamentário. Ou seja, vão ter que gastar sabiamente os recursos, pois estes serão limitados. A medida tenta corrigir algo que estava saindo de controle. Com dinheiro praticamente infinito, a Mercedes estava ficando muito superior às demais equipes, acabando com a competição. A tendência é um maior nivelamento no grid a longo prazo, a partir deste ano.

Hamilton Verstappen F1
Hamilton e Verstappen: o favorito ao título e a maior ameaça – foto: divulgação/F1

Com tudo isso, a tendência é que a Mercedes mantenha o favoritismo, a Red Bull seja a segunda força, rivalizando com a Mercedes em alguns momentos, e que haja um grupão em busca da terceira posição, com McLaren, Ferrari, Alpine, Aston Martin e Alpha Tauri. Logo abaixo, Alfa Romeo e Williams vão sofrer para pontuar e a Haas deve ser mico, mesmo com dois pilotos relativamente talentosos no cockpit.

O Turboway fez um resumo sobre a F1 2021.

Novidades para a temporada da F1 2021

  • Volta de Fernando Alonso após dois anos.
  • Estreia do filho de Michael Schumacher.
  • Pilotos estreantes: Yuki Tsunoda, Nikita Mazepin e Mick Schumacher.
  • Pilotos que saíram: Daniil Kvyat, Romain Grosjean, Kevin Magnussen e Alexander Albon.
  • Novos nomes de equipe: Renault virou Alpine, Racing Point agora é Aston Martin.
  • Movimentação de pilotos: Perez na Red Bull, Vettel na Aston Martin, Sainz na Ferrari e Ricciardo na McLaren.
  • GPs da Holanda e da Arábia Saudita.
  • Abertura no GP no Bahrein (GP da Austrália foi adiado para novembro por causa da pandemia)

Equipes e pinturas

Mercedes – Bicho papão dos anos anteriores, a equipe manteve a dupla de pilotos pelo quinto ano seguido, e aposta no bom entrosamento entre mecânicos, engenheiros e pilotos. Apesar de poucas novidades, segue a favorita para levar o título de construtores – e de piloto com Hamilton.

Mercedes F1

Red Bull – Será o último ano correndo com motores Honda. A aposta da equipe é mais uma vez em Max Verstappen. Se consolidou como a segunda melhor equipe do circuito, mas quer mais. Será que consegue desbancar a Mercedes? Antes da temporada começar parece ser a maior ameaça à construtora alemã e deve beliscar muitas vitórias.

Red Bull F1

Mclaren – Sem dúvida a maior surpresa de 2020, quando superou outros concorrentes e fechou a temporada na terceira colocação, a melhor desde 2012 (quando ainda tinha Hamilton). Parece pouco para quem já teve Hamilton, Senna, Prost, Lauda e tantos outros campeões, mas é um recomeço animador. Aparenta brigar entre as primeiras posições novamente. Espere um ou outro pódio e muitas corridas dentro da zona de pontuação.

McLaren 2021

Aston Martin – A Racing Point trocou de nome. Agora é Aston Martin, que retorna à Fórmula 1 depois de incríveis 60 anos. Fruto de mais uma de Lawrence Stroll, bilionário canadense que comprou 17% da Aston Martin e fez um acordo para usar o nome. O filho dele, Lance Stroll, está garantido mais um ano no concorrido circuito. Trouxe o tetracampeão Sebastian Vettel para tentar incomodar os grandes. Surge como um dos destaques do pelotão intermediário por ter um carro muito parecido com a Mercedes.

Aston Martin F1

Alpine – Mais uma que mudou de nome. A Renault decidiu batizar a equipe com a subsidiária de carros esportivos do grupo, a fim de dar uma publicidade à marca e quem sabe sair da mesmice. Trouxe o veterano e bicampeão Fernando Alonso, em seu últimos suspiros de F1. É a sucessora da Toleman, primeira equipe de Ayrton Senna na F1.

Alpine F1

Ferrari – Depois da pior temporada desde 1980, a Ferrari só quer saber de fazer melhor, até porque fazer pior será difícil…Aposta as fichas em Charles Leclerc, o monegasco que é muito querido pelos fãs da Fórmula 1. Os engenheiros mexeram bastante na traseira do carro, muito criticada pelos pilotos, e parece ter dado efeito com o que vimos na pré-temporada. Vai melhorar, mas briga, no máximo, pra ser a melhor do pelotão intermediário da F1 2021.

Ferrari F1

Alpha Tauri – Equipe satélite da Red Bull, tentará dar seus botes, como em 2020, quando venceu uma corrida com Pierre Gasly. O francês está mantido para a temporada, a quinta dele. É a terceira equipe de toda a história da F1 a receber o nome de uma marca relacionada à moda. As outras foram a Benneton (1986-2001) e a Andrea Moda Formula (1992). Terá o primeiro piloto nascido nos anos 2000 (veja mais abaixo).

Alpha Tauri F1

Alfa Romeo – Depois de uma temporada ruim em 2020, em que marcou apenas 8 pontos, a equipe depende do desenvolvimento do motor Ferrari para progredir. Manteve a dupla de pilotos para a F1 2021. Mexeu na aerodinâmica do bico e assim melhorou o rendimento nos testes da pré-temporada.

Alfa Romeo F1

Haas – Sofreu do mesmo problema da Alfa Romeo no ano passado: o motor Ferrari. Foi ainda pior, tendo marcado apenas 3 pontos. Trocou os dois pilotos, destaque para a chegada de Mick Schumacher, filho do heptacampeão que vem tendo bons resultados em categorias inferiores. A equipe, porém, jogou a toalha e já foca na temporada 2022. É provável que seja a pior equipe do grid este ano.

Haas F1

Williams – Maior vexame da temporada 2020, não marcando um ponto sequer – a Mercedes anotou 573 pontos usando o mesmo motor Mercedes – a Williams provou que um bom carro não se faz apenas com um bom motor. A boa notícia é que conseguiu manter no cockpit o promissor piloto George Russell, tido como sucessor de Hamilton na Mercedes. Terminou 2020 progredindo e assim parece continuar na F1 2021, agora sob nova direção. A escuderia foi vendida por Frank Williams a um grupo financeiro americano.

Williams F1

Pilotos

Lewis Hamilton

LEWIS HAMILTON

  • Local de nascimento: Stevenage, Inglaterra
  • Data de nascimento: 07/01/1985 (36 anos)
  • Corridas: 266
  • Vitórias: 95
  • Poles: 98

Heptacampeão, tenta ser o primeiro piloto da história a alcançar oito títulos de F1. Tem tudo para conseguir: o melhor carro, um companheiro de equipe leniente e o talento que não envelhece. Politizado, chega à F1 2021 motivado a quebrar marcas e deixar um legado para o futuro: o da igualdade.


Valtteri Bottas

VALTTERI BOTTAS

  • Local de nascimento: Nastola, Finlândia
  • Data de nascimento: 28/08/1989 (31 anos)
  • Corridas: 157
  • Vitórias: 9
  • Poles: 16

Campeão de kart aos seis anos, Bottas descobriu cedo o talento para a corrida. Mas chega à nona temporada na F1 sem corresponder totalmente ao que era esperado. Em parte, por ter ao lado um fenômeno como Lewis Hamilton. E também por culpa própria.


Max Verstappen

MAX VERSTAPPEN

  • Local de nascimento: Hasselt, Bélgica
  • Data de nascimento: 30/09/1997 (23 anos)
  • Corridas: 119
  • Vitórias: 10
  • Poles: 3

Nascido na Bélgica, Max Verstappen tem nacionalidade holandesa. Filho do piloto Jos Verstappen, herdou a paixão pelo automobilismo, mas já provou ter mais talento que o pai. Vencedor de corrida mais jovem da história, aos 18 anos, é um sucessor natural de Hamilton no circuito. Mas quer a todo custo evitar o oitavo título do inglês.


Sergio Pérez

SERGIO PÉREZ

  • Local de nascimento: Guadalajara, México
  • Data de nascimento: 26/01/1990 (31 anos)
  • Corridas: 195
  • Vitórias: 1
  • Poles: 0

Após um começo de carreira promissor na McLaren, em 2012, o mexicano Pérez foi caindo de rendimento ano após ano. Em 2020, no entanto, chamou a atenção ao vencer uma prova com a emergente Racing Point. Renasce com um contrato com a Red Bull, mas terá a difícil missão de fazer frente ao companheiro de equipe.


Daniel Ricciardo

DANIEL RICCIARDO

  • Local de nascimento: Perth, Austrália
  • Data de nascimento: 01/07/1989 (30 anos)
  • Corridas: 188
  • Vitórias: 7
  • Poles: 3

Talentoso, Ricciardo teve o azar de correr contra uma geração fenomenal como Vettel e Hamilton. As oportunidades do começo da carreira ficaram mais raras, mas a chegada a uma McLaren em evolução pode ser um recomeço ao ainda jovem piloto.


Lando Norris

LANDO NORRIS

  • Local de nascimento: Bristol, Inglaterra
  • Data de nascimento: 13/11/1999 (21 anos)
  • Corridas: 26
  • Vitórias: 1
  • Poles: 1

Um dos principais nomes da nova geração, Norris chegou à McLaren quando as coisas começavam a melhorar. Com o terceiro lugar no mundial de construtores em 2020, é de se imaginar que 2021 seja de pódios e talvez novas vitórias para o jovem inglês.


Sebastian Vettel

SEBASTIAN VETTEL

  • Local de nascimento: Heppenheim, Alemanha
  • Data de nascimento: 03/07/1987 (33 anos)
  • Corridas: 258
  • Vitórias: 53
  • Poles: 57

Tetracampeão, fenômeno das pistas, são muitas as qualidades. Mas Sebastian Vettel viu sua capacidade ser questionada depois de um ano muito ruim na Ferrari. O macacão vermelho ficou para trás e é na Aston Martin que o alemão quer ter dias melhores. Este ano, carro ele deve ter.


Lance Stroll

LANCE STROLL

  • Local de nascimento: Montreal, Canadá
  • Data de nascimento: 29/10/1998 (22 anos)
  • Corridas: 29
  • Vitórias: 0
  • Poles: 1

Não importa o que faça nas pistas, será sempre o filho do pai bilionário que comprou não só uma vaga como também uma equipe para ele. Em quatro temporadas na F1 conseguiu três pódios, dois deles na temporada 2020. Terá na F1 2021 um tetracampeão como companheiro, o que pode ser uma pressão a mais.


Fernando Alonso

FERNANDO ALONSO

  • Local de nascimento: Oviedo, Espanha
  • Data de nascimento: 29/07/1981, (39 anos)
  • Corridas: 312
  • Vitórias: 32
  • Poles: 22

Ele está de volta. Bicampeão no já longínquo biênio 2004/2005, o Príncipe das Astúrias volta ao circuito depois de receber um convite da Renault, com quem teve os dias mais felizes da carreira. Terá o desafio de se manter competitivo aos 40 anos de idade.


Esteban Ocon

ESTEBAN OCON

  • Local de nascimento: Évreux, França
  • Data de nascimento: 17/09/1996 (24 anos)
  • Corridas: 31
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Ocon ainda tenta vencer a desconfiança para se firmar como bom piloto. Após quatro temporadas em três equipes diferentes, quer fazer alguma sombra a Alonso. Chamou a atenção do circuito ao chegar em segundo na penúltima corrida de 2020. Vale ficar de olho.


Charles Leclerc

CHARLES LECLERC

  • Local de nascimento: Monte Carlo, Mônaco
  • Data de nascimento: 16/10/1997 (23 anos)
  • Corridas: 59
  • Vitórias: 2
  • Poles: 7

Após uma boa temporada de estreia pela pequena Sauber, ganhou o contrato da vida. Assumiu o cockpit da Ferrari e após duas vitórias e 10 pódios na temporada de estreia pela construtora italiana, criou expectativa para 2020. Mas a temporada foi um fiasco. Nada que manche o talento do jovem monegasco. A pré-temporada deu esperança para a torcida.


Carlos Sainz Jr.

CARLOS SAINZ JR.

  • Local de nascimento: Madrid, Espanha
  • Data de nascimento: 01/09/1994 (26 anos)
  • Corridas: 119
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Graças ao talento, Carlos Sainz Jr conseguiu sobreviver ao duro começo de carreira que todo piloto enfrenta. Emendou contratos e sempre figurou no grid. Após duas boas temporadas pela McLaren, estreia na Ferrari, na vaga aberta por Sebastian Vettel. Será testado em um ano de pressão por resultados.


Pierre Gasly

PIERRE GASLY

  • Local de nascimento: Rouen, França
  • Data de nascimento: 07/02/1996 (25 anos)
  • Corridas: 64
  • Vitórias: 1
  • Poles: 0

Injustiçado para uns, desperdiçador de oportunidades para outros, Gasly tem uma carreira que vale a pena seguir. Após agradar no início pela Toro Rosso, foi promovido à Red Bull e novamente rebaixado ainda no meio da temporada. No retorno à equipe B, mostrou talento ao vencer nada menos que em Monza, no ano passado.


Yuki Tsunoda

YUKI TSUNODA

  • Local de nascimento: Kanagawa, Japão
  • Data de nascimento: 11/0/2000 (20 anos)
  • Corridas: 0
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Único japonês no grid e um dos estreantes da temporada, Yuki Tsunoda é simplesmente o primeiro piloto de Fórmula 1 da história a ter nascido nos anos 2000. Com três vitórias na GP2, se credenciou para a F1 com o terceiro lugar geral na categoria de acesso. Talvez tenha sido pouco ainda.


Kimi Räikkönen

KIMI RÄIKKÖNEN

  • Local de nascimento: Espoo, Finlândia
  • Data de nascimento: 17/10/1979 (40 anos)
  • Corridas: 330
  • Vitórias: 21
  • Poles: 18

Experiência não falta. Recordista de corridas, desbancando Rubens Barrichello, Kimi Räikkönen chega à vigésima temporada de Fórmula 1, mesmo tendo ficado de fora em 2010 e 2011 para correr na WRC e na Nascar. Não deve conquistar grandes resultados, até porque a Alfa Romeo muito provavelmente será discreta na temporada.


Antonio Giovinazzi

ANTONIO GIOVINAZZI

  • Local de nascimento: Martina Franca, Itália
  • Data de nascimento: 14/12/1993 (27 anos)
  • Corridas: 40
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Único italiano no grid, Giovinazzi luta para sobreviver na Fórmula 1. Em duas temporadas completas pela Alfa Romeo, conseguiu no máximo um quinto lugar no Brasil em 2019. Ano passado, o melhor resultado foi um nono lugar na corrida de estreia.


Nikita Mazepin

NIKITA MAZEPIN

  • Local de nascimento: Moscou, Rússia
  • Data de nascimento: 02/03/1999 (22 anos)
  • Corridas: 0
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Mazepin chega à F1 rodeado por uma grande controvérsia. Ele é acusado de assédio sexual contra uma mulher, em dezembro de 2020, em Abu Dhabi. Pediu desculpas, mas vai ter que provar muito na pista para não ser mais lembrado pela vida pessoal do que pelo talento nas corridas.


Mick Schumacher

MICK SCHUMACHER

  • Local de nascimento: Vufflens-le-Château, Suíça
  • Data de nascimento: 22/03/1999 (22 anos)
  • Corridas: 0
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Filho do heptacampeão Michael Schumacher, Mick seguiu toda a carreira de base sem pular etapas. Acaba de ser campeão da GP2, após mostrar grande regularidade, terminando quase todas as corridas em boa colocação. A Haas não o deve ajudar com resultados, mas vai dar a Mick rodagem, pois ele chega para ficar.


George Russel

GEORGE RUSSELL

  • Local de nascimento: King’s Lynn, Inglaterra
  • Data de nascimento: 15/03/1998 (23 anos)
  • Corridas: 38
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Russel viveu o céu e o inferno em 2020. Guiou pela pior escuderia do grid, mas quando Lewis Hamilton pegou Covid-19, ele assumiu (e bem) o cockpit da Mercedes. De volta à realidade pé no chão, tenta evoluir junto com a equipe, que está sob nova direção.


Nicholas Latifi

NICHOLAS LATIFI

  • Local de nascimento: Montreal, Canadá
  • Data de nascimento: 29/06/1995 (25 anos)
  • Corridas: 17
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0

Latifi talvez um dia prove ter talento, mas é mais um que só está onde está graças a um caminhão de dinheiro. Assim como o também canadense Lance Stroll, Latifi recebeu do pai grana suficiente para guiar na F1. E assim o Canadá tem mais pilotos no grid do que a Itália e o Brasil…


Calendário F1 2021

A temporada 2021 da F1 começa em 28 de março, no GP do Bahrein.

DATAGPCIRCUITOHORÁRIO DE BRASÍLIA
28 DE MARÇOBAHREINSAKHIR12h
18 DE ABRILEMILIA-ROMAGNAIMOLA10h
2 DE MAIOPORTUGALPORTIMÃO11h
9 DE MAIOESPANHABARCELONA10h
23 DE MAIOMÔNACOMONTE CARLO10h
6 DE JUNHOAZERBAIJÃOBAKU09h
13 DE JUNHOCANADÁMONTREAL15h
27 DE JUNHOFRANÇAPAUL RICARD10h
4 DE JULHOÁUSTRIASPIELBERG10h
18 DE JULHOINGLATERRASILVERSTONE11h
1º DE AGOSTOHUNGRIAHUNGARORING10h
29 DE AGOSTOBÉLGICASPA-FRANCORCHAMPS10h
5 DE SETEMBROHOLANDAZANDVOORT10h
12 DE SETEMBROITÁLIAMONZA10h
26 DE SETEMBRORÚSSIASOCHI09h
3 DE OUTUBROSINGAPURAMARINA BAY09h
10 DE OUTUBROJAPÃOSUZUKA02h
24 DE OUTUBROESTADOS UNIDOSAUSTIN17h
31 DE OUTUBROMÉXICOHERMANOS RODRÍGUEZ16h
7 DE NOVEMBROSÃO PAULOINTERLAGOS14h
21 DE NOVEMBROAUSTRÁLIAMELBOURNE03h
5 DE DEZEMBROARÁBIA SAUDITAJIDÁ13h
12 DE DEZEMBROABU DHABIYAS MARINA10h

Pra ficar de olho na F1 2021

  • O histórico oitavo título de Lewis Hamilton.
  • Disputa pela terceira força entre os construtores, que promete ser quente.
  • Mick Schumacher e seu DNA de campeão.
  • Fernando Alonso em um carro melhor do que quando saiu.
  • Sebastian Vettel e a troca de ares.
  • George Russel como futuro substituto de Hamilton.
  • Retorno do GP do Brasil.
  • Transmissão na TV Band

- Publlcidade -spot_img

Comentários

- PUBLICIDADE -

últimas da f1