sexta-feira, 12 de abril de 2024

Novo Tucson híbrido plug-in terá autonomia de 50 km na opção elétrica

Hyundai vai lançar quatro opções do Novo Tucson – híbrido, híbrido leve, híbrido plug-in e convencional a combustão – mas por enquanto apenas na Europa e nos EUA.

A Hyundai divulgou novas fotos e também detalhes sobre o Novo Tucson híbrido plug-in. Destaque para a autonomia de 50 km, caso o motorista opte por guiar apenas com o motor elétrico. Na prática, será possível ir e voltar do trabalho todos os dias sem usar uma gota de combustível fóssil.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Os híbridos plug-in são uma opção interessante no mercado porque oferecem mais versatilidade ao motorista. Os veículos totalmente elétricos garantem menor emissão de CO² e mais economia, uma vez que a energia elétrica é mais barata do que a gasolina, porém, sobretudo no Brasil, guiar um elétrico tem seus riscos de ‘pane seca’, uma vez que o país ainda não tem uma malha confiável de eletropostos. Outro ponto negativo é o peso do carro elétrico por causa da grande quantidade de baterias para estocar energia e garantir uma autonomia de até 400 km.

É aí que entram os híbridos plug-in. Eles permitem guiar o carro só na opção elétrica em pequenos deslocamentos – e com poucas baterias. Em caso de viagens longas, é possível acionar o motor a combustão e abastecer mais facilmente pelo caminho. É possível ainda guiar com um misto dos dois motores e ter economia de consumo.

O aspecto negativo do carro híbrido pode ser a manutenção. O carro passa a ter dois tipos de tecnologia e portanto o dobro de peças que podem dar problemas em relação a um carro movido apenas a combustão ou apenas por eletricidade.

Como é o Tucson híbrido plug-in

O Tucson chega à quarta geração maior. São exatamente 20 milímetros a mais no comprimento e 15 na largura. Isso significa que ele será maior do que o Volvo XC40 e menor do que o Nissan X-Trail.

A versão híbrida plug-in virá equipada por um motor 1.6 turbo de quatro cilindros a gasolina, de 177 cavalos e um motor elétrico de 90 cavalos, que combinados dão 267 cavalos e 35,7 kgfm de torque.

O SUV fará de 0-100km/h em 8 segundos e atingirá velocidade máxima de 193 km/h (120 mph). Na Inglaterra, especula-se que ele custará 32 mil libras, R$ 217 mil na conversão direta.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

E o Brasil?

Ainda não há uma data, mas na melhor das hipóteses ele deve chegar no segundo semestre de 2021. Não está claro se virá importado ou se será produzido pela Hyundai em solo nacional.

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES

0
Gostamos muito de opiniões, que tal comentar?x