quinta-feira, 13 de junho de 2024

Pole no Brasil, supersticioso Kevin Magnussen nunca havia largado além de quinto: ‘não queria zicar’

Piloto viu que poderia ser pole, quando corrida parou, mas preferiu não comemorar antes da hora.

Ele é um dos pole position mais improváveis da F1 dos últimos tempos. Kevin Magnussen e a limitada Haas aproveitaram o mau tempo sobre Interlagos e uma bandeira vermelha para sair na ponta da sprint race deste sábado. Magnussen nunca tinha largado além de um quinto lugar em cinco temporadas pela equipe, o que torna o feito ainda maior.

Pole no Brasil supersticioso Kevin Magnussen

Verstappen largará em segundo e Russell em terceiro, mostrando que nem tudo foi loteria. Até o último lugar de Mick Schumacher, companheiro de Magnussen foi dentro da normalidade. Supersticioso, Magussen revelou que não comemorou antes do tempo.

“Eu não queria ‘zicar’. Sou supersticioso, então eu pensava no carro: ‘Não posso comemorar até que esteja com o resultado’, disse o piloto da Haas. “Não sei o que dizer. A equipe me colocou na pista exatamente no momento certo. Estamos na pole. É incrível”, completou.

- Publicidade -

Magnussen se refere ao fato de ter entrado na pista no começo do Q3, sendo que tradicionalmente todos os pilotos deixam para tentar a pole mais para o final do terceiro período. Logo após ele fazer o melhor tempo de pneus secos, a corrida foi paralisada com bandeira vermelha após Russell ir para a caixa de brita. Quando a classificação voltou, a chuva já havia apertado e os pilotos mais fortes não conseguiram recuperar a pole.

Magnussen é o quarto dinamarquês a correr na F1, depois de Tom Belse (1973 a 1974), Jac Nelleman (1976), o pai Jan Magnussen (1995 a 1998) e Nicolas Kiesa (2003), e o primeiro deles a conseguir uma pole.

magnussen pole no brasil
Kevin Magnussen celebra primeira pole da carreira

Com 30 anos de idade, o piloto já disputou 142 GPs na principal categoria. Começou na McLaren, passou pela Renault e desde 2017 está na Haas. Ele foi considerado carta fora do baralho em 2022, mas a saída repentina de Nikita Mazepin, por causa do ban contra a Rússia o recolocou no grid, deixando de lado Pietro Fittipaldi, piloto reserva.

A sprint race de Interlagos terá 24 voltas ou meia hora. Levando em conta a rapidez dela, as chances de Magnussen conseguir um bom resultado aumentam. Verstappen já declarou que vai com tudo pela 15ª vitória na temporada, ampliando o recorde. Mas isso vale para a corrida de domingo. Na sprint race deste sábado nada impede um novo resultado diferente do comum.

- Publlcidade -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

últimas da f1