sexta-feira, 19 de julho de 2024

Verstappen perde corrida ganha e vitória cai no colo de Pérez

Tinha tudo para ser um domingo de festa para a Red Bull, mas o que era uma dobradinha certa se transformou em ‘apenas’ uma vitória de Sergio Pérez. Max Verstappen, que liderava a prova, bateu a quatro voltas do fim e, o prejuízo só não foi maior porque Lewis Hamilton errou e também não pontuou. Max ainda é líder do campeonato e a Red Bull começou a abrir vantagem entre os construtores.

A prova do Azerbaijão teve um final totalmente inesperado e também um pódio improvável. Além de Pérez, que venceu pela segunda vez na carreira, Sebastian Vettel terminou em um comemorado segundo lugar e Pierre Gasly foi o terceiro. Leclerc fechou em quarto e Norris, em quinto.

Pódio GP Azerbaijão
Pódio mais improvável do ano até aqui: Pérez, Vettel e Gasly

Red Bull dominante

A corrida começou com o pole Charles Leclerc mantendo a ponta na largada. Mas, como esperado, o rendimento da Ferrari deixou o piloto na mão. Mesmo com DRS ainda inativo, já na terceira volta ele foi ultrapassado por Lewis Hamilton, depois por Verstappen e Pérez, e no meio da corrida já estava atrás até mesmo que Stroll e Gasly. A outra Ferrari, de Sainz, andou boa parte fora da zona de pontuação, culpa também do piloto, que chegou a escapar da pista.

- Publicidade -

Na ponta, a corrida foi se mostrando favorável aos pilotos da Red Bull, que assumiram os dois primeiros lugares depois da primeira parada dos boxes. Hamilton caiu de primeiro para a quarto depois do pit, com Vettel na liderança artificial, já que o alemão demorou mais tempo para parar. Foi, aliás, a primeira vez que Vettel liderou uma corrida desde o GP Brasil de 2019.

Na volta 31, veio a possibilidade de reviravolta. Lance Stroll, que fazia boa corrida, bateu forte, logo depois de um furo de pneu. O Safety Car foi acionado e juntou todas as equipes, a 20 voltas do fim.

Batida Stroll
Lance Stroll bateu e causou a entrada do safety car

Emoção na relargada e decepção de Max

Com direito a fritada de pneus, Verstappen e Pérez conseguiram manter a dobradinha da Red Bull na relargada, com Hamilton logo atrás. Já Sebastian Vettel foi com tudo, ultrapassando Leclerc e Gasly, assumindo a quarta colocação.

Verstappen tinha a corrida na mão, a quatro voltas do fim, mas veio o inesperado. Na reta dos boxes, o pneu traseiro esquerdo furou, o piloto perdeu o controle e bateu, acabando com as chances de abrir folga no Mundial de Pilotos. Com novo Safety Car, a direção da prova preferiu dar bandeira vermelha e suspender as voltas finais para a limpeza da pista.

Verstappen chute
Reação de Max marcou o domingo: o piloto deu um chute em sua Red Bull

Na nova relargada, desta vez com todos parados no grid, Hamilton errou e passou reto na primeira curva. Pérez manteve a ponta e levou a bandeira do México para o ponto mais alto do pódio. Vettel herdou duas posições e comemorou bastante com a equipe.

Outros destaques

Mick Schumacher deu outro baile no companheiro Mazepin. O alemão teve problemas em uma troca, teve que retornar aos boxes e mesmo assim terminou muito à frente do companheiro, que a cada GP se afunda mais como pior piloto do grid.

Valteri Bottas fez péssima corrida, andando sempre atrás. Na relargada após a batida de Lance Stroll, Bottas foi ultrapassado pelas duas Alfa Romeo, algo decepcionante para os fãs da Mercedes. Com Hamilton lutando sozinho, a equipe alemã vai ter que suar muito para levar o título de construtores.

A Alpha Tauri fez ótima corrida, entrando na briga pela terceira colocação no mundial de construtores.

Alonso conseguiu um bom sexto lugar, ajudando a Alpine a se manter na briga no meio do pelotão.

Kimi Räikkönen fez seu primeiro ponto no ano, chegando em décimo lugar.

Classificação final GP Azerbaijão

A Fórmula 1 volta em 20 de junho, com o GP da França, em Paul Ricard.

- Publlcidade -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

últimas da f1