sábado, 20 de julho de 2024

Pole em Suzuka, veja o que Verstappen precisa para ser campeão no Japão

O título está praticamente garantido ao final de 2022, mas o que falta para ele ganhar na casa da Honda?

Max Verstappen deu um grande passo rumo ao bicampeonato mundial de F1. Na madrugada deste sábado (8), ele cravou a pole no GP de Suzuka, apenas 0s010 à frente de Charles Leclerc, o vice-líder da temporada. Com 104 pontos de vantagem, veja abaixo o que Verstappen precisa para ser campeão no Japão.

O semblante de quem sabe que o título já está nas mãos

Pela primeira vez na temporada, o piloto holandês só depende dele para ser campeão. Ele precisa vencer e ainda marcar a volta mais rápida, ou seja, ter um fim de semana perfeito. Com 26 pontos em Suzuka, Verstappen não será mais alcançado por Leclerc, mesmo que o monegasco chegue em segundo.

Imaginando que seja quase impossível Verstappen fazer a melhor volta, até porque a Ferrari poderia fazer uma estratégia para defender o ponto extra, lançando mão, por exemplo, de um pit stop para Sainz ficar com pneus macios novos na última volta, o que mais Verstappen precisaria para sair do Japão com o título?

- Publicidade -

Bastaria ao holandês ganhar e Leclerc ser o terceiro. Pérez poderia ser o fiel escudeiro e garantir a dobradinha do título, por exemplo. Agora, caso Verstappen seja o segundo, Leclerc terá que ser no máximo o quinto. A matemática é: Verstappen precisa fazer 8 pontos a mais do que o piloto da Ferrari para sair com o título. Caso o piloto da Red Bull seja o sétimo, o título será adiado para o GP dos Estados Unidos, no mínimo. Como ainda teremos o GP do México, as chances de o GP de São Paulo ser disputado com o título já definido infelizmente são grandes, e olha que o Brasil terá sprint race, com os 8 pontos extras da mini corrida de sábado.

Verstappen não esconde a vontade de vencer o título no Japão. Primeiramente porque é um GP histórico que estava fora do calendário desde 2019. E, principalmente, porque é a casa dos motores Honda. “Estamos realmente ansiosos por estar aqui. Seria um pouco mais especial, por causa do nosso relacionamento com a Honda”, disse o piloto em entrevista no paddock, talvez umas últimas antes dele ser um piloto bicampeão do mundo.

- Publlcidade -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

últimas da f1