sexta-feira, 17 de maio de 2024
Fiat
Pulse 1.0 Turbo Audace

Vale a pena comprar o Fiat Pulse? Veja avaliação do dono

O Pulse é uma evolução do Fiat Argo e digo isso pelo desempenho e pelo acabamento do carro. Esta avaliação é específica para a versão Turbo, que apresenta ótimo desempenho e bom consumo. O carro fica devendo no entanto em espaço interno e também em segurança, já que existem concorrentes que já trazem mais airbags e itens tecnológicos mais completos.
Conforto
Desempenho
Espaço interno
Segurança
Preço
Design
Revenda
Manutenção
Consumo

Vale a pena comprar o Fiat Pulse? Veja avaliação do dono

Pulse se mostrou ótima opção na cidade e na estrada, mas há boas diferenças entre as versões 1.3 e as versões turbo

Carro desta avaliação: Pulse 1.0 Turbo Audace. (Atualizada em 14/12/2023)

Após um ano e 30 mil quilômetros com o Fiat Pulse Audace, trago uma avaliação sobre o SUV compacto da Fiat. O Pulse chegou no Turboway na troca pelo Argo Trekking no final de março de 2022 após uma longa espera. Até o final deste texto você vai analisar se vale a pena comprar o Fiat Pulse.

O Fiat Pulse 1.0 turbo roda comigo há um ano em um circuito misto (estrada e cidade, principalmente na cidade de São Paulo). Nos primeiros 10 mil quilômetros o carro foi ajustando o consumo e hoje nas condições descritas acima ele faz 13,8 km/l abastecido com gasolina.

Fiat Pulse em Minas Gerais
Pulse do Turboway em viagem em Tiradentes (MG) (foto: Renato Fonseca/ Turboway)

Logo em meu primeiro contato com um Pulse eu dirigi a versão 1.3 aspirada e tive a grande sensação de estar dentro de um Argo Trekking com painel redesenhado. O Argo Trekking teve avaliação publicada aqui no Turboway e é um carro legal, com mais qualidades do que o Argo convencional, que também publicamos aqui.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A impressão sobre o Pulse mudou muito quando assumi a versão 1.0 turbo Audace. O motor é o grande diferencial do carro que a outra versão não proporciona e relato sobre isso ponto a ponto:

Vale a pena comprar o Pulse?
Fiat Pulse Audace rodou 34 mil quilômetros com Turboway (foto: Renato Fonseca/ Turboway)

Motor e câmbio

O Pulse Audace é equipado com motor 1.0 turbo que desenvolve até 130cv abastecido com etanol. Li opiniões em redes sociais de pessoas falando que o motor é fraco para o carro. Certamente opinaram sem sequer ter entrado no Pulse.

O motor é esperto. Muito mais do que o 1.8 que a Fiat mantinha em sua linha. Tem ótima saída e não deixa na mão. Nos primeiros 10 mil quilômetros o carro teve um consumo maior de óleo motor, mas isso não se repetiu nas próximas trocas.

Na data de publicação deste texto o carro estava com 34 mil quilômetros e a viagem mais longa feita foi entre São Paulo e Ouro Preto (MG).

Fiat Pulse Audace
Painel do Fiat Pulse Audace (foto: Renato Fonseca/ Turboway)

O câmbio CVT de 7 velocidades também dispensa críticas. O conjunto mecânico do Pulse 1.0 turbo é sem dúvidas um grande acerto da Fiat e uma melhora significativa em relação ao velho 1.8 aspirado que ela sempre usava em carros mais caros.

Consumo

O uso do nosso Pulse é misto, cidade (40%) e estrada (60%). Em 30 mil quilômetros a média é de 13,8 km/l (gasolina). É uma média boa (mas não a melhor) para o motor 1.0 turbo que gera 130cv de potência.

O SUV compacto mais econômico do mercado é o outro Pulse, o 1.3 aspirado que pode ser encontrado nas versões manual e automática.

Tecnologia no carro

O Pulse Audace 2022 tem alerta de frenagem de emergência e assistente de condução. Aqui uma atenção: a partir da linha 23/23 a Fiat retirou este último item e agora ele está disponível apenas na versão Impetus, mais cara.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Vale a pena comprar o Pulse?
Fiat Pulse Audace rodou 34 mil quilômetros com Turboway (foto: Renato Fonseca/ Turboway)

Ainda sobre o assistente de condução, é um acessório muito útil para quem pega muito o carro em rodovia, mas também pode incomodar muito.

O assistente se guia por uma câmera na frente do veículo. Essa câmera “lê” as faixas de trânsito e mantém o Pulse ao centro delas. Se o carro corrigir a rota e não houver mais ação do motorista, ele emite sinais sonoros de alerta. Isso só é desativado ao acionar a seta (até fazer a conversão) ou com um botão que está no painel. Para quem não está acostumado com isso pode haver surpresas, como por exemplo uma luta com o carro para trocar de faixa em alguns casos específicos.

Um exemplo acontece em trechos de saída de pedágio. Se o assistente está ativo, o carro fica totalmente confuso no ponto onde as faixas se juntam. Tal tecnologia certamente pode evitar acidentes, mas requer que o motorista esteja atento também para estas particularidades.

Vale a pena comprar o Fiat Pulse?
Não tem malabarismo: do tamanho de um Argo, o Pulse é como o Renegade e cabe em vagas comuns de apartamentos (foto: Renato Fonseca/ Turboway)

Já o alerta de frenagem de emergência é apenas um sinal sonoro que identifica a aproximação de um carro ou objeto a frente. Se você se aproxima rápido demais, ele emite um som alto para o motorista, mas não freia automaticamente. A frenagem automática, de fato, está disponível apenas no Pulse Impetus.

São acessórios que podem ajudar na segurança, mas no meu caso julgo que não são imprescindíveis.

O problema com o carregador de celular

Vale destacar aqui minha experiência com o carregador de celular por indução. É um ponto negativo do veículo. Uso muito pouco, só as vezes que esqueci o cabo em casa. O item esquenta muito o aparelho e quase não recarrega. Para mim não tem sido útil. Por aqui só tem servido para segurar a carga. Escrevo sobre isso aqui.

Segurança

No quesito segurança o Pulse traz 4 airbags em toda a linha. Tem controle de estabilidade e tração. Em teste de segurança divulgado no dia 14 de dezembro de 2023 pelo Latin NCap o Pulse obteve apenas duas estrelas – de 5 possíveis – nos testes. A Fiat contesta esse resultado dizendo que o instituto utilizou um veículo desatualizado no teste. Você pode ler isso aqui.

Custos do Fiat Pulse

Considerando que o principal condutor do Pulse é um homem casado de 40 anos que reside no interior e possui bônus na classe 10, o seguro cotado do nosso Pulse tem preços de seguro entre R$ 2500 e R$ 4200. Sendo o mais barato da Tokio Marine e o mais caro da Porto Seguro.

Ipva é o imposto com valor padrão, no caso do nosso Pulse R$ 4200, que é o valor de 4% sobre a tabela do carro considerada pelo Estado (SP).

Nos plano de revisões o gasto atualizado até a revisão de 40 mil km foi de quase R$ 3 mil. Veja o quanto já pagamos:

RevisãoValor cobrado
10.000 kmR$ 550,00
20.000 kmR$ 650,00
30.000 kmR$ 730,00
40.000 kmR$ 978,00
*valor efetivamente pago por Turboway em revisões feitas em concessionária Fiat no Estado de São Paulo. Além do pacote básico de cada revisão foi feita a limpeza do ar condicionado na segunda revisão e nas quatro foi realizado o rodízio de pneus. (Revisão de 40 mil km incluída em julho de 2023)

Em março de 2022 o preço de venda do Fiat Pulse Audace na concessionária era R$ 115 mil. A versão deste texto possui a cor Azul Amalfi, que custava R$ 2 mil a mais. Atualmente o valor da versão na tabela Fipe é de R$ 109 mil.

Vale a pena comprar o Fiat Pulse?

Gosto muito do carro e acho que o Pulse é uma boa compra, tanto na versão 1.3 aspirada quanto na 1.0 turbo, embora esta última opção de motor seja muito mais legal. Porém os concorrentes estão em ótimo nível e isso vai te dar trabalho na hora de escolher.

Já citei em textos anteriores e volto a colocar que o Pulse é um SUV compacto que surgiu da esperteza da Fiat em reaproveitar a estrutura do Fiat Argo. Isso limitou um pouco o espaço interno do carro e dá vantagem para os concorrentes VW Nivus e Chevrolet Tracker. O porta-malas sofre com isso, é pequeno. Ponto fraco que pesou em nossa avaliação de espaço interno.

No entanto, superando a questão do espaço, a transformação do Argo em um SUV compacto com motor mais forte acabou criando um produto interessante. O Pulse é bom de dirigir, tem respostas rápidas no trânsito e as soluções visuais que a Fiat criou acabam criando a impressão de um veículo maior do que ele realmente é. Isso você vai agradecer muito quando precisar estacionar o carro em algum lugar pequeno.

Em relação aos concorrentes, o Pulse consegue se manter competitivo com o Nivus e o Tracker, ótimas opções. Enquanto o Tracker oferece mais espaço e acessórios que o Pulse não tem, como o teto elétrico, o Nivus também é maior. Porém entre esses o Pulse tem versões com preços mais acessíveis.

No veredito final o Pulse 1.0 turbo Audace é um bom carro e se mantém como uma opção competitiva no mercado.

- PUBLICIDADE -

Comentários dos visitantes

Subscribe
Notificação de
guest
13 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Veja outros reviews

- PUBLICIDADE -

Outros Reviews

Últimas no Turboway

O Pulse é uma evolução do Fiat Argo e digo isso pelo desempenho e pelo acabamento do carro. Esta avaliação é específica para a versão Turbo, que apresenta ótimo desempenho e bom consumo. O carro fica devendo no entanto em espaço interno e também em segurança, já que existem concorrentes que já trazem mais airbags e itens tecnológicos mais completos. Vale a pena comprar o Fiat Pulse? Veja avaliação do dono