sábado, 25 de maio de 2024

Exportações de veículos sobem no primeiro semestre de 2022

Argentina permanece o principal destino do carro brasileiro, mas relação já foi melhor.

Julho foi um ótimo mês para a indústria de veículos. É o que mostra a Carta da Anfavea, documento divulgado pela associação de fabricantes com dados relevantes do setor. O mês teve o maior volume de produção em 20 meses, as vendas diárias subiram de 6 mil para quase 9 mil no país e mais especificamente as exportações de veículos subiram em 2022.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Em julho, foram exportados 41,9 mil modelos, totalizando 288,1 mil no primeiro semestre do ano. No mesmo período de 2021, foram vendidos para fora do país 223,8 mil carros. A alta de 28,7% foi comemorada pelo setor, ainda mais por ter sido superior ao primeiro semestre de 2019, o último antes do impacto da pandemia. Naquele ano foram exportados 269,4 mil veículos.

semestretotal
(em milhares)
média mensal
2019269,444,9
2020148,624,7
2021223,837,3
2022288,148,0

No total, o Brasil exportou US$ 2,6 bilhões em carros, no semestre, alta de 42,8% em relação ao ano passado.

Principais destinos dos carros brasileiros

Segundo a Comex Stat, do Ministério da Economia, a Argentina permanece o principal destino do carro brasileiro, mas o índice de exportação já foi melhor.

No 1S de 2022, a Argentina foi o destino de 34% das exportações de automóveis do Brasil. No ano passado, eram 39% e em 2019, antes da pandemia, eram 51%. “Ainda estamos digerindo o que está ocorrendo no país vizinho”, declarou o presidente da Anfavea Marcio de Lima Leite, se referindo ao momento econômico da Argentina, que tenta frear uma saída de dólares, impactando nas importações locais.

Confira abaixo para quem o Brasil mais exportou veículos em 2022:

posiçãopaíspercentual
Argentina34%
Colômbia18%
Chile14%
México11%
Uruguai5,2%
Peru4,9%
Paraguai3,8%
Equador3,6%
Bolívia1,3%
10ºCosta Rica0,8%

- PUBLICIDADE -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

NOSSOS DESTAQUES