sexta-feira, 17 de maio de 2024

Leclerc vence GP do Bahrein e Ferrari faz dobradinha na estreia da F1 2022

É a terceira vitória da carreira do piloto nascido em Mônaco e a primeira liderança de campeonato.

A Ferrari parece ter renascido com o novo regulamento e sai na frente na temporada 2022. Pole no sábado e líder desde o início neste domingo, Charles Leclerc dominou o GP do Bahrein e ficou com a vitória, a terceira da carreira. É a primeira vez que o monegasco lidera o campeonato de F1. A dobradinha na corrida veio com Carlos Sainz. Lewis Hamilton fechou o pódio.

De ponta a ponta e melhor volta: Charles Leclerc começou 2022 com tudo.

Rusell ficou em quarto, seguido de Magnussen, que impressionou com sua Haas. Bottas foi o sexto, Ocon foi o sétimo e Tsunoda, o oitavo. Fecharam a pontuação Alonso e o estreante Zhou.

Max Verstappen, que vinha em segundo até a reta final, teve problemas e abandonou no final. Sergio Pérez, que era o terceiro depois do abandono do holandês, rodou, deixando escapar pontos importantes para a Red Bull, que abre a temporada zerada na classificação.

- Publicidade -

Início de prova sem acidentes mas com brigas

Foi uma largada limpa, sem incidentes. Leclerc, Verstpapen e Sainz mantiveram suas colocações e Hamilton conseguiu ultrapassar Pérez. Destaque negativo para Bottas, que vacilou na aceleração e caiu de 6º para 14º na primeira volta.

Verstappen lutou até o final pela vitória, mas abandonou a 6 voltas do fim.

Diferentemente do que os fãs esperavam com o novo regulamento, não foi uma corrida vibrante em ultrapassagens no começo. Só na volta 10, Pérez conseguiu passar Hamilton e assumiu a 4ª posição, por exemplo.

Hamilton e a Mercedes em geral sofriam com o carro, que simplesmente não ia bem nas retas. Pra piorar, o ‘Patrão’ voltou mal da parada dos boxes e, sem aderência, escapou da pista, perdendo tempo.

A volta dos boxes dos líderes foi um dos pontos altos da corrida. Verstappen parou primeiro, tentando o undercut. Leclerc não fez uma parada tão rápida e os dois voltaram colados. Na volta seguinte, duas manobras espetaculares. Primeiro, Verstappen passou, aproveitando a asa móvel aberta. Leclerc, na sua vez de abrir asa, retomou a ponta.

O novo regulamento deu as caras, mesmo, e os pilotos voltaram a se alternar na ponta. Verstappen passava e Leclerc devolvia na mesma moeda.

Ao fim da primeira parada, Ferrari, Red Bull e Mercedes ficaram com as 6 primeiras posições, repetindo a classificação final da temporada 21, mas com a Mercedes atrás. Antes da metade da prova, Hamilton já estava 28 segundos atrás do líder.

Reta final do GP do Bahrein

A 11 voltas do fim, Gasly abandonou a corrida com o carro pegando fogo. O safety car foi obrigado a entrar, o que trouxe emoção para a reta final.

Carro de Pierre Gasly pega fogo e provoca entrada do safety car

De pneus novos, os pilotos foram recolocados atrás do carro de segurança, à espera da relargada. Uma novidade no regulamento foi colocada em prática. Todos os pilotos retardatários foram autorizados a ultrapassar o safety car, depois da polêmica na última corrida de 2021.

Assim, Leclerc e Verstappen relargaram, a 6 voltas do fim. Guiando um carro claramente melhor neste domingo, Leclerc tocou de forma limpa rumo à bandeira quadriculada. Verstappen acabou fora e, assim como seu companheiro Pérez, entregou pontos para Hamilton, que subiu de 5º para 3º sem muito esforço.

O destaque negativo da prova foi para a McLaren, apenas 14º e 15º, entre os 17 que completaram a prova.

A F1 volta domingo que vem, 27/03, para o GP da Arábia Saudita.

- Publlcidade -spot_img

Comentários

Subscribe
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
- PUBLICIDADE -

últimas da f1